Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Guaratuba agenda vacinação para trabalhadores da educação e assistência social

Foto: Prefeitura de Guaratuba

A Secretaria da Saúde de Guaratuba informou que recebeu novas doses e vai poder ampliar os grupos a serem vacinados contra a covid-19 nesta semana. 

Serão atendidos os trabalhadores na educação e também na assistência social, todos na faixa dos 50 a 59 anos. 

Além dos professores, os demais funcionários das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizante e EJA) poderão realizar o agendamento. 

Também poderão agendar os trabalhadores da Apae, APADVG e os trabalhadores de assistência social vinculados ao Cras, ao Creas e às unidades de acolhimento. No momento, está sendo agendada a vacinação nestes grupos para pessoas com idade entre 50 e 59 anos.

Continua a vacinação de pessoas com comorbidades, de 50 a 59 anos, além de portadores de síndrome de Down ou com deficiência permanente severa que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) – maiores de 18 anos para estes dois últimos. 

O idoso que ainda não recebeu a primeira dose deverá realizar o agendamento e a vacinação na Unidade de Saúde. Os pacientes renais crônicos em diálise serão imunizados no próprio serviço onde realizam o procedimento.

As gestantes e puérperas com comorbidades serão imunizadas com a vacina Coronavac na terça-feira (25), às 13h30, no Ginásio José Richa. O agendamento será realizado pelo Ambulatório de Risco Gestacional

Na quinta-feira (27), será aplicada a 2ª dose da vacina Astrazeneca para aqueles que tomaram a primeira dose até 15 de março, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 16h, no Ginásio José Richa e, das 9h às 11h30, no Ginásio do Coroados.

Vacina Solidária: Nos postos de vacinação estão sendo coletadas doações de alimentos não perecíveis que serão encaminhados para a Secretaria Municipal do Bem Estar e Promoção Social – Cras.

Contato do Whatsapp das Unidades Básicas de Saúde:
UBS Caieiras – 3472-8749
UBS Coroados – 3472-8748
UBS Figueira – 3472-8746
UBS Mirim – 3472-8747
UBS Cohapar – 3472-8732
UBS Piçarras – 3472-8733
UBS Cubatão – 991513038

Comprovação:
Para o paciente que faz acompanhamento regular da sua comorbidade na unidade não será exigido atestado médico, pois estas informações já estão no prontuário eletrônico;
A pessoa que possui alguma das comorbidades, mas não acompanha a sua comorbidade na Unidade de Saúde do Município, terá que procurar o médico que o acompanha para que ele preencha e assine o atestado médico da Secretaria Municipal da Saúde, disponibilizado abaixo. A foto desta declaração assinada pelo médico deverá ser enviada para o WhatsApp da unidade no momento do agendamento, e o atestado original entregue na unidade no momento da vacinação.
O trabalhador da educação precisa enviar declaração de vínculo assinada da instituição de ensino em que trabalha para a Unidade Básica de Saúde que pertence (Declaração disponibilizada abaixo). Os trabalhadores da Assistência Social deverão apresentar declaração emitida pela Secretaria Municipal de Bem Estar Social que comprove o vínculo com os serviços citado.

Veja abaixo quais comorbidades estão contempladas no Plano Nacional de Vacinação:

  • Diabetes mellitus: Qualquer indivíduo com diabetes.
  • Pneumopatias crônicas graves: Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).
  • Hipertensão Arterial Resistente: Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos. Hipertensão arterial estagio 3 PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade. Hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
  • Doenças cardiovasculares: Insuficiência cardíaca (IC) IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association. Corpulmonale e Hipertensão pulmonar: Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária. Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo). Síndromes coronarianas Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras). Valvopatias: Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras). Miocardiopatias e Pericardiopatias Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática. Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos. Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras). Cardiopatias congênita no adulto: Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento 28 miocárdico. Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados: Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência)
  • Doença cerebrovascular: Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular
  • Doença renal crônica: Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.
  • Imunossuprimidos: Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV e CD4 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.
  • Anemia falciforme: Anemia falciforme.
  • Obesidade mórbida: Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40.
  • Síndrome de down: Trissomia do cromossomo 21.
  • Cirrose hepática: Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.

DECLARAÇÃO PADRÃO PARA PROFESSORES

ATESTADO MÉDICO PADRÃO – Comorbidades

Memorando 28 (Vacinação nas UBS) – Grupo Comorbidades

Fonte: Departamento de Comunicação Social da Prefeitura

Leia também
Comentários
Carregando...