Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Operação Réveillon: 2 mortos em Matinhos e Pontal e mais abordagens em Guaratuba

Em 24 horas, 250 pessoas são abordadas e 11 detidas pela “Operação Réveillon” nas praias do Paraná.

Nas primeiras 24 horas, a “Operação Reveillon” da Polícia Militar abordou 250 pessoas (das quais 11 foram detidas), 60 veículos (dos quais cinco foram apreendidos, emitiu 116 notificações de trânsito e lavrou 12 Termos Circunstanciados, sendo sete por perturbação do sossego, um por vias de fato e quatro por porte de droga.

As ações resultaram também na apreensão de um simulacro e certa quantia de droga. A PM registrou ainda dois homicídios, um em Matinhos e outro em Pontal do Paraná. Os dados referem-se ao período que vai das 5h da quinta-feira (31) às 5hs da sexta-feira (1º).

Na avaliação da PM, o esquema “funcionou perfeitamente, já que foram registradas poucas ocorrências de gravidade”, apesar da grande quantidade de pessoas que deslocaram para as praias do Paraná neste réveillon. A concentração de policiais militares na orla, nos principais acessos aos locais de queima de fogos e shows, contribuiu para os bons resultados alcançados”, avalia o comandante do “Verão Paraná 2015/2026” pela Polícia Militar, tenente-coronel Nivaldo Marcelos da Silva.

Todo o litoral do Paraná recebeu policiamento reforçado para o réveillon, no entanto as praias tiveram atenção especial devido aos quase dois milhões de pessoas que comemoraram a chegada do ano novo nestes locais.

Praias

Em Guaratuba os policiais militares abordaram 159 pessoas e sete veículos (dos quais um foi aprendido), detiveram uma pessoa por embriaguez ao volante, emitiram 54 notificações de trânsito e lavraram três Termos Circunstanciados, sendo dois por perturbação do sossego e outro por porte de droga.

No município de Pontal do Paraná foram 59 abordados (sendo sete detidos, dois por porte de drogas, duas por furto, duas por violência doméstica e uma por porte de simulacro). Nas ações um veículo e um simulacro de arma foram apreendidos, bem como três Termos Circunstanciados foram lavrados, dois por perturbação do sossego e um por vias de fato.

Já em Matinhos as equipes abordaram 32 pessoas, das quais três foram detidas (sendo uma por homicídio, uma capturada por ser foragida da justiça e uma por violência doméstica). Os policiais também vistoriaram 37 carros e apreenderam um, além de 16 motos, sendo duas recolhidas. Nas ações foram 62 notificações de trânsito emitidas e seis Termos Circunstanciados lavrados (três por perturbação do sossego e três por porte de droga).

Além do policiamento regular, foi feito o policiamento com motocicletas, por meio do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) e da Companhia GIRO (Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva), do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéras (BPMOA) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), além do Serviço Reservado.

Para apoiar os trabalhos das equipes, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) – antigo Grupamento Aero-Policial Resgate (Graer) – operou com um helicóptero que fez trabalhos que abrangem desde fiscalização e patrulhamento aéreo até resgate de vítimas de trânsito e afogamento. Neste ano no “Verão Paraná 2015/2016” a ênfase é no policiamento aéreo preventivo.

Homicídios – Dois homicídios ocorreram durante o réveillon, um em Matinhos e outro em Pontal do Paraná. O primeiro foi por volta das 4h30 desta sexta-feira (1º) na avenida Atlântica. Após o crime, o suspeito fugiu sentido bairro Tabuleiro, onde foi capturado, na avenida Paraná, pelas equipe policiais militares. “Durante a abordagem, o homem, que já tinha passagens, confessou à equipe policial que havia cometido o crime, no entanto não estava mais com a arma de fogo utilizada”, conta Kamakawa.

Em Pontal do Paraná também houve um homicídio, por arma de fogo, por volta das 21h05 de quinta-feira (31), na rua Sergipe, no balneário Marissol. Quatro homens, um deles armado, chegaram em uma residência, chamaram pelo homem e atiraram. “Esta vítima inclusive já era cadeirante, pois já haviam tentado contra a vida dele, deixando-o nestas condições, e infelizmente nessa madrugada conseguiram alcançar o objetivo criminoso”, informa Kamakawa.

Com informações de Márcia Santos / PMPR
Foto: Soldado Feliphe Aires / PMPR

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!