Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Fertilizante pode ser solução para resíduos da pesca

Foto: Jornal de Guaratuba
Foto: Jornal de Guaratuba

Um novo tipo de fertilizante para a agricultura no Norte do Paraná poderá ser a solução para os resíduos da pesca em Guaratuba.

Nesta semana, o engenheiro agrônomo Akimitsu Fukushima, pesquisador do Grupo Luis Nishimori, da cidade de Marialva, veio a Guaratuba para apresentar seu projeto. Ele utiliza casca do camarão e carcaça de peixes, sobras de pesca que são um grande problema para o setor em Guaratuba, para produzir um fertilizante orgânico.

Conforme explicou, a fabricação do fertilizante consiste em aquecer água retirada do alto mar. Quando atinge o ponto de fervura, são colocados os resíduos dos peixes e camarões. Após um período de fermentação está pronto para ser aplicado no solo.

A visita a Guaratuba foi para conversar com empresários e também com a prefeita Evani Justus para apresentar seu projeto e se dispor a destinar todos estes resíduos da cadeia produtiva da pesca. Na ocasião, ele aproveitou para fazer uma coleta de água do alto mar e recolher resíduos. Além da prefeita, conheceram o projeto o secretário municipal da Pesca e Agricultura, Paulo Pinna, o presidente da Associacão da Indústria de Transformação do Pescado de Guaratuba (Assointra), Estefano Fernandes Iatskiu, e o empresário da pesca Roberto Jorge Machado de Souza.

A parceria poderá resolver um problema para pescadores, industriais e salgas e os mercados de peixes de Guaratuba. A iniciativa poderá ser ampliada para outros portos pesqueiros do Paraná e da região.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...