Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Evani defende preservação “sem esquecer as pessoas”

Prefeita de Guaratuba representou demais prefeitos do Litoral – Foto: Orlando Kissner/Agência de Notícias do Paraná
Prefeita de Guaratuba representou demais prefeitos do Litoral – Foto: Orlando Kissner/Agência de Notícias do Paraná

Expressando a opinião dos sete prefeitos do Litoral, a prefeita de Guaratuba, Evani Justus, defendeu a proteção do meio ambiente, mas sem “esquecer as pessoas que vivem na região”.

Evani participou, nesta segunda-feira (5), da assinatura do decreto pelo governador Beto Richa que estabelece o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) do Litoral.

Como presidente da Amlipa (Associação dos Municípios do Litoral do Paraná), Evani representou os demais prefeitos. Em seu pronunciamento na solenidade, também pediu a liberação do licenciamento ambiental para construção do novo cemitério municipal, parado nos órgãos do Estado. A prefeita também aguarda para breve a liberação de um loteamento existente há décadas onde chegou a conseguir recursos para construir centenas de moradias populares.

Zoneamento Ecológico-Econômico

O Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) do Litoral estabelece que 85% da área da região seja preservada. De acordo com a prefeita de Guaratuba, será possível conciliar preservação com desenvolvimento econômico e, sobretudo, social

A área coberta pelo ZEE, de 6,3 mil quilômetros quadrados, abrange sete municípios: Morretes, Antonina, Paranaguá, Guaraqueçaba, Pontal do Paraná, Guaratuba e Matinhos.

De acordo com o zoneamento, o Litoral foi dividido em seis zonas. A maior área, que cobre 80,75% do território do Litoral, é classificada como zona protegida por legislação ambiental específica, que inclui parques e as chamadas Áreas de Proteção Ambiental (APA).

A segunda, a mais restritiva do ponto de vista de exploração, é uma área de proteção de mananciais, que cobre 5% da área. As demais zonas são: unidades de conservação e proteção integral; zona urbana; zona de desenvolvimento de terras ocupadas e zona de desenvolvimento diferenciado.

O zoneamento também deverá servir de subsídio para a atualização dos planos diretores de municípios do Litoral.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...