Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Ferryboat pede reajuste da tarifa e Agepar cobra correções

Concessão da travessia na baía de Guaratuba terá nova licitação neste ano

A Agepar cobrou, nesta quinta-feira (27), do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o cumprimento de uma série de correções nos ferryboats que fazem a travessia da baía de Guaratuba, requeridas em outubro, através de Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

A medida ocorre no momento em que a concessionária enviou para Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná as novas tarifas do serviço para análise.

“O TAC lista uma série de providências necessárias para qualidade do serviço, segurança dos usuários e que ainda não foram realizadas”, ressaltou o diretor-presidente da Agepar, Omar Akel, que prevê já o fim do atual contrato nos próximos meses e a discussão de nova concessão ao serviço. “Queremos que a próxima empresa concessionária já inicie sua operação com esses ajustes”, completa.

Entre as medidas cobradas, está a garantia de espaço entre os veículos, de acordo com as normas de segurança e local apropriado para motoristas e passageiros. Os usuários do ferry boat devem aguardar fora dos carros e utilitários até o fim da travessia que dura, em média, 30 minutos.

“Representa direito do usuário receber do DER e da concessionária informações necessárias à correta utilização dos serviços e um dever levar ao conhecimento do DER e da concessionária, as irregularidades referentes a execução da concessão. Para tanto, também estamos cobrando que o usuário seja informado sobre os canais de comunicação com a Agepar para que possamos acompanhar, além da própria fiscalização, a oferta de serviço com qualidade e segurança”, afirma Akel.

A travessia da baía de Guaratuba funciona 24h por dia. Seis embarcações são usadas no trajeto de 1,2 quilômetro: Piquiri, Guaraguaçu e Nhundiaquara, com capacidade para 48 veículos e 100 pessoas cada uma; Balsa Sônica III/Guaratuba I, transporta até 76 veículos e 150 pessoas; Balsa Rainha de Guaratuba/F.Andreys VII, com capacidade para 84 veículos e 200 pessoas e Balsa Rainha da Ilha de São Francisco/F. Andreys V, para 65 veículos e 150 pessoas.

Foto: Arnaldo Alves / Arquivo AENotícias / 2012
Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...