Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Protesto fecha PR-412 após acidente com mortes em Guaratuba

Cenas de um vídeo feito por um dos manifestantes e distribuído nas redes sociais

Moradores fecharam por alguns minutos um trecho da PR-412 em Guaratuba, no final da tarde desta quarta-feira (21). O protesto reuniu aproximadamente 30 pessoas. O fechamento da estrada foi feito pela Polícia Rodoviária enquanto os manifestantes  rezaram o “Pai Nosso” e depois escreveram na pista a frase “SOMOS PELA VIDA GVO”, tentando passar uma mensagem ao governo estadual. O bloqueio durou alguns minutos e não causou grande congestionamento.

Os motivos da manifestação são os frequentes acidentes no trecho da rodovia da avenida Paraná que corta vias bem movimentadas. Os manifestantes reivindicavam melhor sinalização – alguns pediam lombadas ou radares –, mas as queixas também atingem os motoristas que cometem imprudências e transitam em alta velocidade na rodovia.

Na noite de terça-feira (19), um acidente resultou em duas mortes até o momento. Um Ford Ka que transportava uma família chegava a Guaratuba chocou-se de frente com um Honda Civic que, segundo informações, teria invadido a pista contrária próximo a uma curva. O condutor do Honda, Luiz Antonio Fogaça, teve parada cardiorrespiratória e morreu a caminho do Pronto Socorro.

O motorista do Ford Ka sofreu fraturas no joelho e costela e está sem risco de morte. Sua mulher e a filha ficaram em estado bastante grave e foram transferidas para o Hospital Regional, em Paranaguá.

No início da tarde de quarta, Ana Carolina Tizzoni Müller, de 16 anos, faleceu no Hospital Regional. Sua mãe, Ana Lígia Tizzoni, encontra-se em coma e seu estado é grave.

DER anuncia projeto sobre melhorias para 2021 e diz que trecho é bem sinalizado

Antes do início da manifestação, a Prefeitura divulgou nota em que manifesta “solidariedade às famílias que estão sofrendo com o trágico acidente” e explica que a rodovia é administrada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná. “É do DER-PR a competência para a sinalização do local”, informa a Prefeitura, ao dizer que será feito “todo o empenho junto àquele órgão para encontrar alternativas que minimizem a possibilidade de acidentes e garantam a segurança da população que trafega por aquele trecho”. A nota pedia que não houvesse “fechamento da via ou ações que de algum modo impeçam o trânsito”.

O DER também divulgou nota para informar sobre obras em todo o trecho da PR-412, que começa em Guaratuba, na divisa com Santa Catarina, cruza o município de Matinhos e termina em Pontal do Paraná.

Segundo o DER, a rodovia está contemplada no lote 1 do programa Conservação e Recuperação com Melhorias do Estado do Pavimento (Cremep). “A PR-412 começará a ser atendida já no primeiro semestre de 2020 ao longo de sua extensão, mas reiteramos que o trecho em Guaratuba se encontra atualmente com sinalização horizontal e vertical adequadas às normas de segurança, além do pavimento estar em ótima condição de trafegabilidade”, diz a nota.

“Além dos serviços de conservação e recuperação, o DER/PR está se programando para publicar um edital de licitação para elaborar o projeto executivo de engenharia de ampliação de capacidade da PR-412, da divisa com Santa Catarina até Ponta do Poço. O projeto de engenharia irá definir quais as melhores soluções para o tráfego da rodovia, que podem incluir terceira faixa, acostamentos, acessos, entre outras. O edital deve ser publicado a partir de 2021.”

Em áudio encaminhado ao jornal de Guaratuba, o comandante da 1ª Companhia da Polícia Rodoviária, de Curitiba com abrangência ao Litoral, capitão Francis Pirog, explica que o trecho da avenida Paraná, do Km 29 ao Km 37 – entre a rotatória de Coroados e rua Antônio Alves Correia (rotatória da Rádio Alternativa) – é uma rodovia estadual, de responsabilidade do DER e da Polícia Rodoviária. Da rotatória até o quartel do Corpo de Bombeiros, nas ruas Xavier da Silva e Antonio Rocha, fica o trecho urbano de responsabilidade da Prefeitura. Da subida do ferryboar em diante volta a ser uma rodovia estadual.

Foto: Rádio Litorânea
Leia também
Comentários
Carregando...