Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Tubarão encalha e morre na praia em Guaratuba

Foto: Reprodução das redes sociais

Um tubarão encalhou e morreu na manhã desta quarta-feira (19) na praia do balneário de Estoril em Guaratuba.

Ele foi avistado por volta das 6h ainda vivo e acabou morrendo na praia. Vídeo que circula nas redes sociais mostra o animal se debatendo e sendo puxado para longe do mar por dois homens. Segundo testemunhas, antes chegaram a colocar o tubarão de volta à água e ele retornou.

O animal tem 2,2 metros e, segundo testemunhas, estava com um anzol e linha presos na boca. Com auxílio de com uma pá carregadeira da Prefeitura, o tubarão foi recolhido pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), que o levou para o seu Centro de Reabilitação e Despetrolização (CreD), em Pontal do Paraná, onde será feita a necropsia para tentar apurar as causas da morte e outras informações sobre o tubarão. De acordo com o LEC, trata-se de um animal da espécie mako (Isurus oxyrinchus).

O LEC, que pertence ao Centro de Estudos do Mar da UFPR, realiza o Programa de Monitoramento das Prais da Bacia de Santos (PMP-BS) no Paraná. Quem encontrar um animal marinho ferido ou morto nas praias do Paraná deve entrar em contato pelo telefone: 0800 642 3341.

Surfista não foi mordido por tubarão

Em entrevista à rádio CBN, a coordenadora do LEC, bióloga Camila Domit, explicou que o tubarão não tem nenhuma relação com o caso do surfista que foi mordido em Guaratuba no dia 9 de fevereiro.

“A marca de dentes que (o surfista) teve nos pés claramente não foram causadas por um tubarão, foram causados por um peixe ósseo – os tubarões são peixes cartilaginosos. Possivelmente é de um peixe-espada ou uma cavala mas, definitivamente, não foi causada por um tubarão”, diz a bióloga

Reprodução do twitter / Yaguinho
Leia também
Comentários
Carregando...