Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Pontal do Sul, Ipanema e Brejatuba tiveram quase 1.000 animais encalhados

Em 2020, Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), registrou 2.049 animais marinhos no Litoral do Paraná.

O monitoramento diário no litoral do Paraná é realizado pelo Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC/UFPR) nos municípios de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, e nas ilhas de Paranaguá e Guaraqueçaba.

Do total mencionado acima, 89% dos animais encalhados foram registrados mortos e 223 estavam vivos no momento do resgate, sendo que 15 morreram durante o transporte e 192 indivíduos foram encaminhados ao Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde de Fauna Marinha (CRED) para tratamento e reabilitação.

Os trechos com maior ocorrência de encalhes neste ano foram Pontal do Sul (411) e Ipanema (355) em Pontal do Paraná, e Brejatuba (223) em Guaratuba.

🐢🦆🐧Principais espécies

Tartaruga-verde, pinguim-de-magalhães, bobo-pequeno e tartaruga-cabeçuda, representam 75% do total de espécies registradas ao longo deste ano. As duas espécies mais abundantes foram a tartaruga-verde e o pinguim-de-magalhães, representando 55% das ocorrências.

Os pinguins-de-magalhães, gaivotas, atobás e tartatugas-verde foram as quatro espécies vivas mais atendidas pelo CRED, representando 69% dos 192 animais atendidos.

Entre os animais que receberam tratamento, 117 morreram, pois já estavam bastante debilitados, 55 foram reabilitados e soltos e 20 animais ainda permanecem em tratamento no CRED.

✔️Acionamentos

Entre os animais registrados encalhados, 1.730 foram provenientes do monitoramento regular (84%), mas 319 foram atendidos via acionamentos (16%).

Graças à ajuda da população e dos órgãos ambientais, corpo de bombeiros, prefeituras, polícia e demais parceiros da Rede Estadual de Atendimento à Encalhes de Fauna Marinha, houve mais de 800 ligações de acionamentos de animais vivos ou mortos.

Fonte: LEC / UFPR

Leia também
Comentários
Carregando...