Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Demandas e sugestões do Noroeste reforçam o sucesso da Assembleia Itinerante

Em Maringá, parlamentares receberam os pleitos da região durante audiências e sessões especiais

Durante uma sessão especial na quinta-feira (11), os parlamentares reuniram sugestões e propostas | foto: Dálie Felberg/Alep

Após reunir uma série de documentos com demandas e sugestões dos municípios da região Noroeste, as ações da Assembleia Itinerante na Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá) foram consideradas um sucesso.

A avaliação é da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa do Paraná e de parlamentares que representam a região. Durante o período, os deputados estaduais paranaenses ouviram os anseios e reivindicações da população através de entidades de classe e membros da sociedade civil organizada. A iniciativa foi criada para rodar os principais municípios do interior do Estado levando o trabalho do Legislativo aos grandes eventos populares do Paraná.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSD), a próxima parada da Assembleia Itinerante deve ocorrer antes do recesso legislativo em julho. O destino mais provável é a região Oeste do Estado. Traiano lembrou que a presença do Poder Legislativo em Maringá mostrou mais uma vez a importância da interação com a sociedade civil organizada. “Os resultados realmente são satisfatórios. Nós promovemos a Assembleia mais uma vez de uma forma democrática, com abertura total, participação das lideranças, das entidades, da sociedade organizada. Também fizemos entrega de Menções Honrosas a figuras ilustres de Maringá. O que a gente sente na verdade é o calor humano da população, que fica imensamente feliz pela Assembleia estar na cidade. É algo que realmente mexe com as estruturas do município e da região”, afirmou.

Na opinião do primeiro-secretário da Assembleia, deputado Alexandre Curi (PSD), a ideia da Assembleia Itinerante é reunir o máximo de informações para discutir as regiões do Paraná. “Mais uma vez, o objetivo da Assembleia Itinerante foi alcançado. Nosso estande esteve lotado durante todos os dias em que os deputados estiveram na Expoingá. Dezenas de reivindicações foram encaminhadas, tanto por parte das entidades, quanto por prefeitos e cidadãos. Estamos no segundo evento, aprimorando a programação para tornar nossa passagem pelo interior cada vez mais produtiva e com mais participação da comunidade local. A reunião com os prefeitos da Amusep foi um exemplo disso. Abrimos a palavra para todos e recebemos uma série de reivindicações muito bem embasadas. Agora, elas serão analisadas dentro dos trâmites do Legislativo e poderão ser transformadas em projetos de lei ou encaminhadas para o governador Ratinho Junior.”, destacou.

A segunda-secretária da Assembleia, deputada Maria Victoria (PP), classificou como sucesso a edição da Assembleia Itinerante na Expoingá. A parlamentar participou da abertura e dos onze dias da Feira, que movimentou mais de 500 mil pessoas Parque de Exposições de Maringá. “Foi um sucesso absoluto. Atendemos a população, realizamos reuniões com prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, representantes da sociedade civil e lideranças de Maringá e da região. Quero agradecer o apoio da diretoria da Sociedade Rural de Maringá pela parceria e apoio ao estande da Assembleia Legislativa”, disse.

Representantes

Arraiá Caiçara 250 x 300 mob

Os parlamentares que representam Maringá e região na Assembleia Legislativa também destacaram o sucesso das ações na cidade. Para o deputado Soldado Adriano José (PP), levar o trabalho da Assembleia para cidades do interior do Estado servem para democratizar o Poder Legislativo. “Pudemos ouvir e conversar com a população, receber as reivindicações, sugestões e propostas que visam melhorar a vida das pessoas nas cidades. Também atendemos associações comerciais, prefeituras, entidades rurais, de classe e membros da sociedade civil organizada, dando acesso aos municípios pequenos dentro da Assembleia. Nosso papel, como parlamentares, é valorizar a atuação daqueles que trabalham em prol da comunidade e trazê-los para perto da Assembleia, para ajudar na construção de soluções para o nosso Estado”, ponderou.

O deputado Evandro Araújo (PSD) lembrou que a Assembleia Itinerante abre espaço para uma série de discussões plurais. “Acredito que a interiorização, na região de Maringá, foi fundamental para aproximar o Legislativo das pessoas. Percebi muita conexão, sobretudo por estar no contexto de uma dos eventos mais prestigiados do Estado. Particularmente, foi muito boa a realização da nossa audiência pública sobre a reciclagem, com bastante adesão, que certamente repercutirá em todo o Paraná”, destacou.

Já o deputado Arilson Chiorato (PT) definiu a experiência como “exitosa e produtiva”. “É a Assembleia se aproximando das cidades, dos líderes políticos e sociais e das lideranças que temos na região. Com este processo de interiorização, os deputados conseguem conhecer uma realidade do Estado e ver literalmente onde está o problema. Então é uma proposta válida. Espero que continue e que se espalhe e faça o máximo de municípios. Acho que valeu a pena, vale a pena e estaremos sempre presente”, disse.

Pleitos

Os deputados deixaram Maringá com uma série de pleitos elaborados por representantes de associações comerciais, prefeituras, entidades rurais e de classe e membros da sociedade civil organizada da cidade. Durante uma sessão especial realizada pela Assembleia na quinta-feira (11), os parlamentares reuniram sugestões e propostas da região.

Entre as reivindicações recebidas pelo Legislativo estão a destinação de recursos para o custeio de R$ 1,5 milhão por mês para o Hospital da Criança de Maringá; a efetivação do Parque Tecnológico de Maringá; a implantação de um campus da UTFPR na cidade; a execução do viaduto de Iguatemi; a construção de uma ponte de ligação entre o Paraná e o Mato Grosso do Sul e a consolidação da Região Metropolitana de Maringá.

As entidades também pedem apoio para consolidação de uma avenida estruturante de via de interligação de Maringá no sentido leste-oeste, partindo do Contorno Sul até o aeroporto; a efetivação do projeto da conexão sul da FerroNorteSul; a implantação de um programa permanente de reposição da frota de ambulâncias do município, além do aumento do efetivo dos policiais militares, com a incorporação de 160 soldados que estão em formação na cidade.

Na sexta-feira (12), os deputados estaduais paranaenses receberam, ao lado do governador em exercício do Estado do Paraná, Darci Piana, um documento com as demandas dos 30 municípios que fazem parte da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (AMUSEP). Os prefeitos da Associação elencaram uma série de reivindicações, como a destinação de novos policiais para os municípios, melhoria da segurança nas escolas e a volta dos escritórios regionais do ParanaCidade.

Os gestores municipais também solicitaram a ampliação de leitos nos hospitais, viabilização e flexibilização das cirurgias eletivas, viabilidade de voos noturnos do helicóptero do Samu, além da possibilidade de os consórcios públicos receberem recursos diretos. Eles reforçaram ainda a importância da viabilização de projetos de pontes municipais e da pavimentação da PR-547. 

Leia também