Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

PM divulga balanço da Operação Verão ofuscada pelo atraso nas diárias

Foto: CorreiodoLitoral.com / Gustavo Aquino
Foto: CorreiodoLitoral.com / Gustavo Aquino

A Polícia Militar divulgou nesta quarta-feira (4) o balanço da Operação Verão, entre 18 de dezembro a 22 de fevereiro. Os resultados acabaram ofuscados pelos frequentes atrasos nas diárias dos policiais e guarda-vidas deslocados para o Litoral.

Durante a temporada, o efetivo da PM foi reforçado com cerca de 1.400 policiais militares e 500 guarda-vidas do Corpo de Bombeiros. O drama dos policiais e bombeiros que ficaram sem diárias para pagar alimentação e hospedagem foi o destaque negativo da Operação Verão. Dois destaques positivos foram os caminhões de monitoramento cedidos pelo governo federal na Copa do Mundo de 2014 e os helicópteros usados no resgate de afogados e também para situações de emergências médicas e ações policiais.

Foram registradas 39.647 abordagens, que resultaram na prisão de 595 pessoas, na apreensão de 577 veículos e 34 armas de fogo, além de drogas como ecstasy, LSD lança-perfume. O relatório mostra também o registro de 6.506 boletins de ocorrência, 873 incidentes na água, incluindo salvamentos, e cinco mortes por afogamento.

Pontal 40 milhões

Durante os 67 dias da Operação Verão, as equipes priorizaram a abordagem de pessoas, que permite a identificação de suspeitos e a localização de materiais ilícitos, o que possibilitou, além das prisões, a apreensão de 88 adolescentes.

Ainda no litoral paranaense, foram abordados 14.133 veículos e 577 deles foram recolhidos por apresentarem alguma irregularidade. Além dos boletins de ocorrência gerais, as equipes registraram 705 boletins por perturbação do sossego e 252 Termos Circunstanciados por este crime de menor potencial ofensivo.

Crime – Os policiais militares atuaram com ações voltadas ao combate à criminalidade. A PM prestou atendimento em 21 locais de morte, a 11 casos de estupros, 589 situações de furto (simples e qualificado) e 125 casos de roubo. As ações também resultaram na apreensão de 34 armas de fogo, 12,1 kg de maconha, 2,5 kg de cocaína, 5,2 kg de crack, 71 unidades de ecstasy, 72 unidades de LSD e 15 frascos de lança-perfume.

Trânsito – No trânsito urbano e no rodoviário do litoral o policiamento foi intensificado para prevenção de acidentes e repressão às infrações. O Batalhão de área (9º BPM) e o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) fizeram isolamentos e desvios de tráfego nos locais que apresentaram necessidade, principalmente em dias de grandes eventos como no Natal, na virada do ano e no Carnaval. Também aconteceram blitzes e bloqueios para abordagem e fiscalização. No trânsito urbano foram registrados 82 acidentes e 5.319 notificações, além da recuperação de 42 veículos.

Nas estradas do Litoral, os policiais fizeram 13.036 abordagens e registraram 166 acidentes, com 95 feridos e oito mortes, além de aplicarem 1.676 autuações de trânsito. Foram ainda emitidas 3.392 notificações por excesso de velocidade, 21 por embriaguez ao volante (Art. 165 – infração de embriaguez ao volante) e 15 pelo Art. 306 (crime de embriaguez no trânsito), previstos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

As equipes também intensificaram as ações ambientais, que resultaram no registro de 74 ocorrências de fauna, 83 de flora, três de poluição e 112 de pesca em local proibido.

Corpo de Bombeiros – O Corpo de Bombeiros registrou, nos municípios do Litoral, 873 incidentes na água e cinco mortes por afogamento. As ações incluíram o resgate de 527 e a distribuição de mais 39.337 pulseirinhas, além das entregues pelo policiamento comunitário.

Os guarda-vidas também fizeram 35.997 advertências (redução de 27,1% em relação à temporada passada), além de 62.417 orientações aos veranistas, como alerta sobre locais impróprios para banho ou situações que possam colocar em risco a vida do banhista. Houve ainda redução de 86,1% nos acidentes com água-viva.

Base náutica – Com o objetivo de ampliar o atendimento do Corpo de Bombeiros durante todo o ano, foi inaugurada a Base Náutica de Busca e Salvamento. A estrutura, que fica em Guaratuba, ao lado do ferryboat, teve investimento de R$ 1,1 milhão e abriga uma equipe de resgate 24 horas, nos 365 dias do ano.

Caminhão da Copa – Durante a Operação Verão, os policiais contaram com um caminhão da Central de Comando e Controle, que possui câmeras com tecnologia de infravermelho, televisores, telefones e geradores de uma rede sem fio (wi-fi). Os veículos são adaptados com sistemas de comunicação, videomonitoramento e gestão de eventos, auxiliando, por exemplo, nos flagrantes de tráfico de drogas e tumultos.

A “Operação Verão Paraná 2014/2015” contou com o apoio de unidades especializadas da Polícia Militar, como o Batalhão de Operações Especiais (BOPE); Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC); Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA); Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv); Academia Policial Militar do Guatupê (APMG); Regimento de Polícia Montada (RPMon); Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb); Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron); o Corpo de Bombeiros (CCB); o Batalhão de Operações Policiais Militares Aéreas (BPMOA) e o administrativo dos batalhões.

Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More