Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Escrivão da Operação Verão é preso por atrapalhar investigação do falso aluguel

Marilucia morava em Guaratuba e foi presa no dia 12 de fevereiro em Santa Catarina

Um escrivão da Polícia Civil foi preso pela suspeita de atrapalhar investigações do golpe do falso aluguel de imóveis em Guaratuba e Matinhos.

O mandado de prisão do policial foi expedido pela Justiça de Guaratuba. O suspeito foi preso, na quinta-feira (21), em Curitiba e encaminhado à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), onde há espaço para abrigar policiais presos.

O funcionário não teve o nome revelado. A polícia informou apenas que ele tem 39 anos, trabalha há 10 anos na Polícia Civil na Grande de Curitiba e estava atuando no Litoral durante a Operação Verão.

Investigação

Segundo as investigações, o policial se aproximou da família de Marilucia de Fátima Ferreira, presa sob suspeita do golpe do aluguel em Guaratuba e Matinhos, para repassar informações da investigação.

A Polícia Civil disse que o escrivão preso chegou a intimar o filho da suspeita duas vezes, de forma não oficial, para ser ouvido na delegacia. Ele usou um aplicativo de mensagens para fazer a intimação, sem expedir a intimação pelo sistema.

Conforme apontado pela investigação, o servidor fez isso para tentar despistar a polícia.

Segundo a polícia, o filho da suspeita de estelionato foi encaminhado à delegacia, depois de ser agredido por vítimas do golpe aplicado pela mãe dele. Os agressores conseguiram chegar até ele, na esperança de conseguir recuperar o dinheiro.

Enquanto fazia a oitiva do filho da suspeita, o policial consultava o mandado de prisão da mãe, que estava em aberto. Isso levantou suspeitas contra o servidor.

Com informações do G1 – Emelin Leszczynski

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...