Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

População adere, mas fiscalização e barreiras têm trabalho durante lockdown

Fotos: Prefeitura de Guaratuba

Em Guaratuba, apesar do lockdown, que permite apenas a venda de medicamentos e os serviços de saúde, a fiscalização teve trabalho no primeiro dia. Mesmo com as barreiras amplamente divulgadas pela imprensa, turistas se arriscaram e acabaram tendo de fazer o caminho volta nas entradas do Litoral.

Desde a noite de quinta-feira (18), véspera do lockdown entre a 0h de sexta-feira e as 5h de segunda-feira, Guaratuba ficou silenciosa e, mesmo nos bairros mais populosos, dava para ouvir de longe os poucos carros que circulavam.

Nas barreiras nas ruas da cidade e na área rural, os funcionários da prefeitura orientavam as poucas pessoas que saíram de casa sobre a proibição de circular. A população, aparentemente, aderiu em peso às restrições.

No entanto, conforme a Prefeitura informou na manhã deste sábado (20), a Vigilância Sanitária – atendendo denúncias, inclusive – visitou 52 estabelecimentos comerciais. Houve 19 “orientações e adequações” e 6 autuações por irregularidades.

Barreiras em todo o Litoral

Nas entradas de Guaratuba, houve filas, apesar do aviso de que turistas e mesmo pessoas que têm casas e apartamentos de veraneio poderiam passar.

Na sexta-feira (19), quinto dia do funcionamento das barreiras nas duas vias de acesso, 162 veículos retornaram ao seu local de origem, informou a prefeitura. Apesar de expressivo, o número é uma pequena parcela do movimento. De acordo com a Secretaria Municipal da Segurança Pública, das 17h de quinta-feira até as 17h de sexta-feira, entraram 1.832 veículos e saíram 2.192.

Em todas as sete cidades do Litoral, desde segunda-feira (15) houve barreiras para impedir a entrada de turistas. Apenas moradores, trabalhadores e entregadores de mercadorias poderiam passar.

Na barreira instalada na BR-277, por exemplo, entre as 6h e as 19h de sexta-feira, foram abordados 858 veículos. Destes, 50 veículos tiveram de fazer meia-volta.

Atualização – No sábado (20), nada menos do que 107 veículos tiveram que retornar nas barreiras montadas em Guaratuba. Durante a manhã e a tarde, em Coroados foram 50 veículos, na Prainha, 34, e na área rural, um total de 23 veículos não entraram. As barreiras continuaram à noite.

A Amlipa (Associação dos Municípios do Litoral do Paraná) informou os locais onde foram instaladas, a maioria nos limites das cidades. A Prefeitura destaca que os servidores do município que atuam nas barreiras estão tendo apoio da Polícia Militar.

  • BR-277, no SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), no km 11.
  • PR-410 (Estrada da Graciosa), no limite de Morretes e Quatro Barras.
  • PR-408, no bairro Passa Sete, em Morretes.
  • PR-408, no km 5, na entrada de Antonina.
  • PR-405, no bairro Potinga, no limite de Guaraqueçaba e Antonina.
  • na PR-508, na altura da Rodoviária de Matinhos.
  • PR-407, no km 16, no posto da Polícia Rodoviária em Pontal do Paraná, no Guaraguaçu.
  • PR-412, no limite de Pontal do Paraná e Matinhos, no balneário Monções.
  • PR-412, em frente à Escola Municipal Iraci Miranda Kruger, na Prainha, em Guaratuba.
  • PR-412, no posto da Polícia Rodoviária de Coroados, em Guaratuba.
  • Guaratuba também montou barreiras em estradas rurais.
Leia também
Comentários
Carregando...