Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Investimento de prefeitura de SP pode beneficiar turismo no litoral do PR

catamara-ilha-solteiraA Prefeitura da Estância Balneária de Ilha Comprida, no litoral de São Paulo, investiu R$ 3 milhões em um projeto de turismo náutico que poderá beneficiar o litoral paranaense.

Um catamarã de luxo foi adquirido pelo município para fazer passeios no Complexo Lagunar Estuarino Ilha Comprida-Iguape-Cananéia, em São Paulo. Durante o percurso, de 18 horas, são visitadas áreas preservadas onde podem ser avistados botos e aves marinhas, com destaque para o guará, comunidades de pescadores se beneficiam com as paradas para refeição.

Agora, o roteiro vai se estender até Antonina e de lá, para o restante da região em um projeto que inclui rota ferroviária.

Catamarã – Com dezoito metros de comprimento, capacidade para 76 passageiros, ar condicionado, poltronas especiais, duas TVs de Led, serviço de bar, som ambiente e espaços exclusivos no piso superior para observação das paisagens, o catamarã tem velocidade média de 42 km. A bordo do catamarã, estarão monitores de turismo para prestar as informações do roteiro. Lunetas estarão à disposição dos passageiros para avistar as paisagens e as aves.

O catamarã Maratayama foi adquirido com recursos próprios da prefeitura a partir de investimentos de R$ 3 milhões (aí inseridos, além da aquisição, treinamento e operacionalização da embarcação), o catamarã de luxo, primeira embarcação turística deste porte do Estado, viaja a uma velocidade média de 42 km/hora. Com 18 metros de comprimento, tem capacidade para 76 passageiros e conta com ar-condicionado, poltronas especiais, TVs, serviço de bar, som ambiente e espaços no piso superior para observação das paisagens.

A Estância Balneária de Ilha Comprida tem pouco mais de 10 mil habitantes e fica dentro da área de proteção ambiental criada quatro anos antes da fundação do município, em 1991. A prefeitura investe em shows musicais durante o verão e, durante o ano todo, em ecoturismo, turismo de pesca e turismo cultural.

Parceria com o Paraná – Na segunda-feira (26), o prefeito da Ilha Comprida, Décio José Ventura, veio ao Paraná para se reunir com os prefeitos João Domero (Antonina) Helder Teófilo dos Santos (Morretes) e Edison Kersten (Paranaguá). Também participaram da reunião, o vice-governador de São Paulo, Márcio França, o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, José Richa Filho, membros da Paraná Turismo e com o empresário Adonai Aires de Arruda, da Serra Verde Express .

A comitiva paulista, com cerca de 50 pessoas, chegou a Antonina a bordo do catamarã, que fez a primeira viagem na rota oficial do novo projeto. Depois dirigiram-se a Morretes para almoço e reunião.

De acordo com Décio Ventura, o programa está previsto para entrar em testes operacionais nos próximos 60 dias. “Esta viagem tem o objetivo de ajustar as últimas especificações técnicas desta tão sonhada integração turística marítima”, diz.

A reunião foi marcada por Adonai Aires de Arruda, diretor-presidente da Higi Serv S/A, holding detentora da Serra Verde Express, empresa que explora o passeio ferroviário entre Curitiba e Morretes.

A Serra Verde será a operadora do passeio no Paraná e pretende ampliar para visitas a outras regiões do Estado. De acordo com a assessoria da empresa, ainda não existe previsão da retomada do trem de passageiros para Paranaguá, interrompido alguns anos depois da privatização da via férrea, ocorrida no final da década de 1990.

Catamara Maratayama

catamara-ilha-solteira2

Redação do CorreiodoLitoral.com Com informações da Mapa Comunicação e Prefeitura de Ilha Comprida
Foto: Prefeitura de Ilha Comprida
Leia também
Comentários
Carregando...