Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Vereador se defende de ataques por ter andado de skate na Câmara


Na sessão que aprovou a criação do Conselho dos Direitos da Mulher, o discurso do vereador Juarez Temóteo “Galego”, foi o momento mais esperado, na Câmara de Guaratuba, na segunda-feira (14)

Galego ocupou a Tribuna para responder as ofensas que sofreu em redes sociais depois de ter percorrido alguns metros do corredor da Câmara sentado em cima de um skate. Alguns internautas disseram que fariam um protesto e iriam cobrar explicações dele na sessão.

O vereador, que tem deficiência em uma das pernas, contou que estava conversando com outro vereador sobre a superação de limites por pessoas com deficiência e lembrou, entre outros casos, a história de jovens que, mesmo sem ter as pernas, praticavam esportes, entre eles o skatismo.

Sem nenhum emocionalismo, o pronunciamento calou a maioria dos presentes, incluindo os vereadores e até mesmo alguns cidadãos que haviam marcado um protesto contra ele. Também afirmou que denunciou os agressores na Polícia Civil. No final, foi discretamente aplaudido.

Assista o vídeo acima com a cena de skate e o resumo do pronunciamento.

 

Votações

Na sessão ordinária de segunda-feira e na extraordinária realizada na quarta-feira (16), os vereadores aprovaram, por unanimidade e com emendas, dois projetos de lei do Executivo, entre eles, a criação do Conselho e do Fundo Municipal dos Direitos da Mulher de Guaratuba (PL 1.400).

Nas duas sessões, também foi aprovado o Projeto de Lei 1.399, que oficializa o piso salarial para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate a endemias.

O PL 1.400 teve uma emenda da Comissão de Constituição, Justiça e Redação que altera artigos da lei. A emenda aprovada na segunda-feira ampliaram o mandato dos conselheiros de dois para três anos e alterou a nomenclatura dos cargos de “presidenta, vice-presidenta e secretária-geral” para “presidente, vice-presidente e secretário (a) geral”. Na quarta-feira (16), emenda de plenário estabeleceu que o cargo de “presidente” terá de ser ocupado exclusivamente por mulher.

No PL 1.399, as emendas vieram com 10 assinaturas, número mais do que suficiente para a aprovação. Elas asseguraram as progressões dos atuais agentes e suprimiram a criação do cargo de auxiliar de educação infantil, de nível médio, constante no projeto original.

Na segunda-feira, foi aprovado em segunda votação, também por unanimidade, o Projeto de Lei nº 1.396, também de autoria do Executivo, que trata da implantação do Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

Tribuna – Também fizeram pronunciamentos os vereadores Maurício Lense, Itamar Junior, Artur Santos e Maria Batista, todos com críticas à administração municipal. Itamar falou do convite e da recusa de participar do Comitê Gestor das Parcerias Público-Privadas.

Raul Chaves – Na sessão de segunda, o assunto mais comentado no final não foram as votações, nem o pronunciamento de Juarez. Foi uma “denúncia” do vereador Raul Chaves sobre suposto uso de materiais de construção na última eleição, que atingiu em cheio seu filho, o também vereador Fábio Chaves, e outros nove vereadores. O presidente Mordecai de Oliveira e os vereadores Itamar e Almir Troyner cobraram que Raul Chaves fizesse uma denúncia clara. O assunto deve ser retomado na próxima sessão, na segunda-feira (21), a partir das 20h.

 

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!