Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Batalhão da PM no Litoral faz balanço das ações do ano

Apreensão de 500 quilos do cocaína, em Guaratuba, no mês de novembro | fotos: Divulgação

O 9º Batalhão de Polícia Militar também conhecido agora como Batalhão Costeiro, divulgou um balanço das ações realizadas entre 22 de fevereiro e 14 de dezembro, entre as duas operações Verão.

O 9º BPM é responsável pelo policiamento ostensivo nos sete municípios do Litoral. “Desde o final da última temporada de verão, visando diminuir os índices criminais, várias ações de polícia, preventivas e repressivas, foram realizadas no litoral”, diz o resumo de um ano com recorde de homicídios em Paranaguá, cerca de 80 de um total de 120 no Litoral.

“Uma das iniciativas foi a implementação do conceito de Policiamento de Proximidade, com a criação de vários grupos de Whatsapp compostos por moradores, comerciantes e profissionais de diversas áreas de cada município ou localidade, onde a rápida troca de informações tem auxiliado na prevenção e na solução de crimes em benefício da população”, diz o balanço.

“Essa concepção de segurança pública, somada às várias operações policiais deflagradas pela corporação ou em parceria com outras forças policiais ao longo do ano, resultaram na drástica diminuição dos índices criminais”.

Prisões
Conforme levantamentos da Seção de Planejamento do 9º BPM (P3/ 9º BPM), entre 22 de fevereiro e 14 de dezembro de 2023, 1.584 pessoas foram presas pelos mais diversos tipos de ilicitudes. Destas, 470 possuíam mandado de prisão expedido pela Justiça. Entre os crimes mais comuns praticados pelos detidos estão: tráfico de drogas, roubo, furto, receptação, porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica.

Veículos recuperados
Além disso, o 9º Batalhão recuperou 138 veículos que haviam sido furtados ou roubados. “A recuperação dos veículos é importante para reduzir os índices de criminalidade, pois muitos deles são utilizados para a prática de outros delitos”.

Armas de fogo apreendidas
Ao todo, entre revólveres, pistolas e armas longas, foram 115 apreensões de armas de fogo. “A retirada de uma arma de fogo das ruas evita o cometimento de diversos crimes, entre eles, o homicídio.”

Drogas apreendidas
O Batalhão Costeiro apreendeu em torno 1,5 tonelada de entorpecentes, entre cocaína, maconha, crack, LSD e ecstasy. “Essas substâncias causam graves danos à saúde e à sociedade, além de gerarem recursos para organizações criminosas que atuam na região”.

Prejuízo estimado ao crime
Durante o ano, as ações policiais resultaram em um prejuízo aos grupos criminosos estimado em aproximadamente R$ 225 milhões, “desarticulando suas estruturas e operações em toda a região”.

Leia também