Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1170 250 busao

Litoral tem quatro unidades no programa de incentivo aos parques

O governo estadual lançou nesta quarta-feira (10), no Parque Estadual Pico Marumbi, o programa Parques do Paraná que pretende estimular o turismo nas unidades de conservação do estado.

Para a primeira etapa do programa foram selecionados 14 unidades, sendo quatro no Litoral. Duas são da Serra do Mar: Pico Marumbi ( (entre Morretes, Piraquara e Quatro Barras) e Pico Paraná (entre Antonina e Campina Grande do Sul). Também estão incluídas nesta etapa os parques Rio da Onça (Matinhos) e Ilha do Mel (Paranaguá).

Da Região Metropolitana de Curitiba são os parques Serra da Baitaca, em Piraquara e Quatro Barras, e Parque do Monge, na Lapa. Dos Campos Gerais: Vila Velha, em Ponta Grossa; Guartelá, em Tibagi, e Cerrado, em Jaguariaíva e Sengés. Do Norte, a Mata dos Godoy, em Londrina. No Vale da Ribeira (RMC) a unidade selecionada é Campinhos, em Cerro Azul e Tunas do Paraná. Da região Noroeste, os parques Amaporã, do município de Amaporã, e Lago Azul, de Campo Mourão. Do Oeste, o parque de São Camilo, em Palotina.

No lançamento do programa, o governador Beto Richa também inaugurou as obras de restauro do conjunto arquitetônico e melhoria da infraestrutura do Parque Marumbi.

Com o Parques do Paraná, o governo estadual promete melhorar a infraestrutura das unidades de conservação, articular com os municípios ações para melhor receber os turistas e estudar modelos de gestão para cada unidade. Um dos grandes focos é estabelecer com a comunidade do entorno vínculos de parceria para geração de renda e de cuidados com os parques.

O projeto envolve várias áreas do Governo, especialmente o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e as secretarias do Turismo e Esporte, do Planejamento e da Administração. Das 68 Unidades de Conservação, 29 são abertas aos turistas. Em 2014 elas receberam cerca de 356 mil visitantes.

Além de parques bem preparados, o programa quer os municípios também preparados para receber os visitantes, com pousadas, restaurantes e toda a infraestrutura receptiva. “Temos em torno de R$ 30 milhões de compensação ambiental que serão aplicados nesse conjunto de parques e outras unidades de conservação do Estado. Vamos buscar também recursos privados, em linhas de financiamento, para realizar as melhorias necessárias das cidades”, afirmou estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ricardo Soavinski.

Serão ações como capacitação de guias, condutores e do pessoal que trabalha com turismo, trilhas bem feitas, bem sinalizadas, segurança, centros de visitantes, programas de educação ambiental e serviços de alimentação.

A Secretaria do Turismo ficará responsável pela articulação com os municípios e a população do entorno dos parques em ações de empreendedorismo voltadas ao atendimento dos visitantes, como hospedagem, gastronomia e outras atividades que possam gerar renda.

 

 

Fonte: Sema
Foto: Arnaldo Alves/ANPr

 

Leia também