Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Operação Verão terá 230 policiais civis a mais no Litoral

Foto: Marcelo Limoeiro / PCPR

Cerca de 230 policiais civis serão acrescentados ao efetivo regular no Litoral durante a operação Verão Maior Paraná, que iniciou no sábado (16) e se estende até o dia 18 de fevereiro de 2024.  

Pontal 40 milhões

Delegados, agentes de polícia judiciária e papiloscopistas atuarão nos municípios de Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina e Morretes. 

Na sexta-feira (15), a Polícia Civil do Paraná (PCPR) realizou, em Matinhos, uma reunião de abertura com os policiais civis que atuarão no verão, nesta sexta-feira (15). A ação fecha o ciclo de capacitação dos servidores que atuarão na temporada, que teve início na segunda-feira (11), na Escola Superior de Polícia Civil, em Curitiba.

Durante o curso foram ministradas aulas teóricas e práticas, sendo que são abordados temas como Procedimentos de Polícia Judiciária Eletrônico (PPJ-E) e a atuação nas centrais de flagrantes. Além disso, os policiais estão recebendo instrução de tiro, em que o objetivo é atualizar as técnicas utilizadas e capacitar os servidores. 

“A gente espera que a finalidade pretendida para o curso de capacitação e nivelamento dos servidores tenha sido atingida, e agora é o pontapé inicial, todos os servidores estão aqui à disposição da segurança pública, ao atendimento, ao veranista, ao munícipe, ofertando um serviço de qualidade”,  afirmou o delegado Fábio Amaro, coordenador do Verão Maior Paraná pela PCPR.

De acordo com o delegado e coordenador operacional do Verão Maior Seguro pela PCPR, Rodrigro Brown, as inovações trazidas nessa versão da temporada de verão de 2023/24 buscam aperfeiçoar o trabalho para que prestar ainda mais um serviço de qualidade.

Troca de armamento – Os policiais que atuarão no verão também receberam um novo armamento. A pistola Beretta APX, calibre 9mm, foi entregue durante o curso de capacitação. 

Os servidores passaram por aulas em que foram realizadas a apresentação da arma, a instrução de manutenção e a prática de tiro. Além do novo objeto, os agentes de polícia judiciária também receberam munições, coldre velado e o coldre operacional.  

Foto: Gabrielle Sversut / PCPR
Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More