Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Petrobras apoia agricultores familiares de Paranaguá

Oficina sobre o o Projeto Organização Soberana na comunidade - Foto: Motirõ
Oficina sobre o o Projeto Organização Soberana na comunidade – Foto: Motirõ

Selecionado no Programa Petrobras Socioambiental, o projeto Organização Soberana, continuará trabalhos realizados na área rural de Paranaguá iniciados em 2012.

Esta nova proposta, que será desenvolvida nos próximos dois anos, permitirá fortalecer o compromisso da cooperativa com os agricultores e contribuirá para o empoderamento de mais de 100 famílias da região.

A proposta foi elaborada a partir das atividades desenvolvidas durante o Projeto SAL, que também teve patrocínio da Petrobras, juntamente com diversos membros das colônias rurais de Paranaguá e parceiros.

Pontal 40 milhões

A elaboração da proposta iniciou em maio deste ano, onde foi realizado um ciclo de oficinas, que teve por objetivo debater sobre os desafios da região e de seus moradores, principalmente em relação à geração de trabalho e renda, através do fortalecimento da agricultura familiar.

As oficinas contaram com a contribuição de diversas instituições parceiras dentre elas a Associação de Produtores Rurais de Paranaguá (Aprumpar), o Instituto Emater, a Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento de Paranaguá (Semapa) e a equipe do ICMBio, responsável pela gestão do Parque Nacional Saint Hilaire-Lange.

O projeto Organização Soberana foi aprovado na primeira chamada do Programa Socioambiental da Petrobras e tem como objetivo capacitar agricultores familiares do município de Paranaguá para o empreendedorismo social e gestão administrativa. Desta forma, o projeto visará fortalecer as organizações associativas locais e dar seguimento ao empoderamento das famílias agricultoras do município de Paranaguá, garantindo a sequência do trabalho iniciado com o Projeto SAL que trabalha diretamente com mais de 90 beneficiários.

O Programa Socioambiental da Petrobras recebeu 297 propostas e selecionou 57 projetos que serão desenvolvidos nas cidades onde a Petrobras possui atuação direta, nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. No Paraná foram contemplados 11 projetos, 3 em Curitiba, 2 em São Mateus do Sul, 2 em Araucária, 1 em Campo Largo, 1 em São João do Triunfo, 1 em Antônio Olinto e São Mateus do Sul e 1 em Paranaguá. O investimento total feito pela Petrobras será de 16 milhões, sendo que cada projeto terá um patrocínio de até 300 mil reais.

Motirõ

A Motirõ Sociedade Cooperativa é uma organização sem fins lucrativos, sediada em Matinhos, que tem por objetivo desenvolver, junto com as comunidades do litoral paranaense, atividades de elaboração, execução e monitoramento de projetos, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da região. A Motirõ foi formada por estudantes e profissionais egressos da Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral e profissionais advindos de outras Instituições de ensino.

Um dos projetos do Motirõ é o Projeto SAL (Sistema Agroalimentar Localizado), desenvolvido com produtores rurais familiares de Paranaguá.

Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More