Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Prefeitura de Antonina teve de excluir fake news sobre tratamento da dengue

Prefeitura de Antonina | foto: Divulgação

A partir de atuação do Ministério Público do Paraná (MPPR), a Prefeitura de Antonina removeu publicação institucional em rede social que continha informação inverídica relacionada à prevenção da dengue. A postagem indicava a ingestão de suco de inhame cru como um possível tratamento para a doença, orientação que não possui nenhuma comprovação científica e não é indicada pelas autoridades sanitárias.

A exclusão do conteúdo pelo Executivo Municipal de Antonina decorre de recomendação administrativa expedida pela 1ª Promotoria de Justiça da comarca, que identificou o possível dano à saúde pública com a publicação da informação inverídica.

Em ofício encaminhado na última sexta-feira (15), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a remoção da informação divulgada nas redes sociais e que a mesma teria ocorrido por um “erro humano”, não tendo sido previamente autorizada pelo gestor público. Além da remoção da postagem, o Ministério Público do Paraná recomenda que os agentes públicos do Município de Antonina busquem informações em fontes confiáveis, como o Ministério da Saúde, para a elaboração de suas comunicações, especialmente aquelas direcionadas à prevenção da dengue e outras enfermidades.

Emergência – Por conta do aumento expressivo do número de casos confirmados e de mortes ocasionadas pela dengue, o Governo do Estado decretou, na última semana, situação de emergência em saúde pública no Paraná.

“A atuação da Promotoria de Justiça visa assegurar à população o recebimento de orientações seguras e baseadas em evidências científicas e evitar a propagação de boatos ou tratamentos não validados cientificamente”, informa o MPPR.

Antonina registrou 182 novos casos de dengue na última semana, totalizando 1.907 registros de dengue no período epidemiológico iniciado em 30 de julho de 2023. É uma das cidades com mais casos de dengue em todo o Paraná.

Leia também