Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Guaratuba reforça campanha de vacinação contra febre amarela

A Prefeitura de Guaratuba reforça a campanha de prevenção contra a febre amarela e informa que a vacinação está disponível em todas as unidades de saúde. O vírus está circulando no litoral do Paraná, com 3 casos confirmados (1 em Morretes e 2 em Antonina), segundo último boletim da Secretaria da Saúde do Estado do Paraná.

A vacinação da população é considerada pela Organização Mundial de Saúde como a forma mais eficiente de prevenir a febre amarela.

Devem ser vacinadas, em dose única, as crianças a partir de nove meses e os adultos com menos de 60 anos. Quem ainda não foi vacinado, deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Toda pessoa que não souber se foi vacinada e que tenha perdido a carteira de vacinação, deve tomar a vacina.

A vacina contra a febre amarela faz parte do elenco de vacinas ofertadas em Guaratuba desde o ano de 1999.

Equipes volantes estão disponíveis para fazer a vacinação em estabelecimentos comerciais, bancos, faculdades, escolas, salgas, estaleiros, igrejas, clubes, marinas, entre outros, mediante agendamento prévio. Para solicitar o serviço, o coordenador do estabelecimento deverá entrar em contato com a Secretaria Municipal da Saúde (funcionária Klébia), no telefone 3472 8789.

Quem pode tomar a vacina

Todas as pessoas com idade entre 9 meses e 59 anos devem tomar uma única dose da vacina. Gestantes, mulheres que estão amamentando e idosos acima de 60 anos deverão comparecer a Unidade de Saúde para avaliação e só serão vacinados se houver indicação médica. Quem está dentro do público-alvo, mas não sabe se já foi vacinada e/ou tenha perdido a carteira de vacinação, deve tomar a vacina.

A febre amarela é uma doença infecciosa viral que se manifesta por febre alta, calafrios, cansaço, dor no corpo, náuseas, vômito. Os casos mais graves são mais raros, incluindo insuficiência renal e hepática, icterícia e manifestações hemorrágicas. A doença é transmitida pelo mosquito contaminado. Não é transmitida de uma pessoa para outra e nem pelos macacos, eles adoecem e morrem como os humanos.

Além da vacinação, outro cuidado importante é evitar a proliferação do mosquito evitando qualquer forma de água parada, fazer a limpeza periódica das calhas, manter pratinhos e vasos de plantas com areia, não jogar lixo em terreno baldio, manter a caixa d’água sempre fechada e manter os quintais e entorno da residência limpos.

Fonte: Prefeitura de Guaratuba

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...