Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Concessionária diz que água despejada na baía não causa dano ambiental

Um vídeo mostrando despejo de líquido na baía de Guaratuba circulou nas redes sociais nesta terça-feira (6) e provocou uma grande discussão sobre o eventual prejuízo ambiental que causaria.

Célia Cristina Lima Rocha, chefe do escritório local do Instituto Ambiental do Paraná (IAP/IAT) está acompanhando o caso junto com a Polícia Ambiental – Força Verde e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. “Notificamos a concessionária para que preste informações sobre a data e circunstâncias do despejo e o laboratório do IAP fará amostras da água na baía e no interior do flutuante”, disse a Célia Rocha. Os técnicos do laboratório chegaram no início da tarde para fazer a coleta (foto – conteúdo atualizado).

“É importante que as pessoas que virem situações como essa que acionem os órgãos ambientais o mais rápido possível para que possamos fiscalizar no momento”, disse. Os telefones são (41) 34421016 (IAP), 3443-6858 (Polícia Ambiental) e 3472-8644.

Nesta manhã de quarta-feira (7), a concessionária da travessia se manifestou e explicou que se trata de líquido de lastro do flutuante do atracadouro. Leia a nota:

Em relação ao vídeo publicado nas redes sociais na data de ontem 06/08, vimos a esclarecer que se trata de água de lastro do flutuante que serve para atracação e desatracação das embarcações. Ocorre, que com as marés altas registradas nos últimos dias, ocasionou a entrada de água no referido flutuante, necessitando seu esgotamento. Informamos ainda que tal procedimento não implicou qualquer prejuízo ao meio ambiente ou a saúde da população.

No mais nos colocamos a disposição para eventuais esclarecimentos adicionais.

Concessionária da Travessia de Guaratuba

Leia também
Comentários
Carregando...