Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

“Pontal Muito Mais Legal” também questiona impactos da nova PR-412

Os impactos sociais e ambientais de um novo porto e da nova PR-412 em Pontal do Paraná serão debatidos em uma reunião pública marcada para as 17h do dia 7 de maio, no Iate Clube de Pontal.

O evento vai lançar a campanha “Pontal muito mais Legal”, que questiona o modelo de desenvolvimento pretendido pelo município e pelo Governo do Paraná.

“A motivação da criação de uma nova rodovia para Pontal do Paraná, que vem sendo anunciada a algum tempo, tem por objetivo permitir a viabilização de grandes empreendimentos portuários e industriais petroquímicos no município, o que implicaria forçosamente na intensa descaracterização de suas das aptidões náuticas, recreacionais e turísticas, incluindo ao longo de toda a faixa de balneários da orla, como das atividades hoje desenvolvidas na incluindo a Ilha do Mel”, afirma o release da campanha.

“Pontal do Paraná não precisa de empreendimentos de grande porte que a descaracterize de forma irreversível. Mas demanda, ao mesmo tempo, de um planejamento estratégico que atraia negócios compatíveis com a sua vocação, constituídas por empreendimentos turísticos variados, pela atração e estabelecimento de ’empresas limpas’ e o incremento das infraestruturas, como a duplicação da estrada hoje existente, para dar conforto a atrair mais frequentadores a este espaço único do nosso litoral”, acrescenta.

Organizada por ambientalistas que participam do Observatório de Conservação Costeira do Paraná – OC2, empresas locais e por membros do Ministério Público Estadual, a campanha informa que “critica posições radicalizadas, tanto no que se refere ao desenvolvimento a qualquer custo, com a geração de fortes impactos negativos, sociais, econômicos e ambientais, como a posição de impossibilidade e de restrição excessiva para a implementação de ações que incrementem a economia e a qualidade de vida da geração de outras oportunidades de emprego para a população local”.

 

Nova rodovia

O novo traçado da PR-412 em Pontal do Paraná anunciado pelo governo terá 24 quilômetros, entre o entroncamento da PR-407 (Alexandra-Matinhos) e Ponta do Poço, em Pontal do Paraná. A rodovia e a faixa de infraestrutura terão cerca de 220 metros de largura, ficando entre a área de proteção ambiental e o antigo canal da Suderhsa. O projeto prevê um ramal ferroviário, gasoduto, rede elétrica, o canal de drenagem e redes de saneamento.

A nova rodovia será construída cerca de dois quilômetros antes do atual traçado da PR-412, que dá acessos aos balneários entre Praia de Leste e Pontal do Sul. A estrada será duplicada com quatro faixas e prevê a construção de quatro conectoras, que darão acesso aos balneários.

A atual PR-412 será remodelada, tornando-se uma avenida urbana. O projeto a ser elaborado prevê a restauração e duplicação da via existente, implantação de vias marginais, em ambos os lados da rodovia para calçadas para pedestres e ciclistas.

A urbanização prevê, ainda, a implantação de nova via paralela à PR 412, com cerca de 1.750 metros, saindo da PR 407, formando um binário. O projeto vai definir nova iluminação para esta rua e sinalização, além de readequação das redes de água, luz e concessionárias de telefonia e televisão.

Leia também
Comentários
Carregando...