Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Estudantes ocupam Colégio Estadual Zilda Arns

Estudantes ocuparam, na tarde desta sexta-feira (7), o Colégio Estadual Zilda Arns, em Guaratuba, para protestar contra a reforma do Ensino Médio do governo Temer.

A manifestação não tem data para acabar, mas o presidente do Grêmio Estudantil, Ramon Jefferson, espera que perdure até a greve dos professores estaduais, que poderá começar no dia 17. Os alunos não vão pernoitar no colégio, que funciona em uma ala alugada da Faculdade Isepe, instituição privada.

Neste sábado (8), a partir das 14h, eles realizam um protesto em frente a Igreja Matriz, no Centro de Guaratuba, para expor suas reivindicações à população e aos demais estudantes.

De acordo com o diretor do colégio, professor José Muniz, a ocupação foi pacífica. A greve atinge alunos dos anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, e do 1º e 2º anos do Ensino Médio. Não abrange os estudantes do 3º ano, pois eles deverão prestar exame de Enem e se preparam para ingressar no ensino superior.

Já são mais de 30 escolas no Paraná ocupadas na manifestação nacional contra a Medida Provisória nº 746. Entre os pontos negativos, a estudante Isabelle Batista de Oliveira, aluna do Zilda, destaca o fim do ensino de Filosofia e de Sociologia. Ela também critica a implantação do ensino integral (manhã e tarde) sem que as escolas estaduais, sobretudo as de Guaratuba, tenham estrutura para atender os alunos.

 

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...