Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Capacitação de Pontal do Paraná impulsiona Associação de Meliponicultores do Litoral

Foto: Divulgação da Prefeitura de Pontal do Paraná

Formalizada no último sábado (17), a Associação de Meliponicultores do Litoral do Paraná (AME) tornou-se realidade durante o 4º Encontro de Meliponicultores realizado em Pontal do Paraná, na Associação A.MAR, no balneário Shangri-lá. 

Um dos objetivos é aumentar a produção de mel e derivados a partir das abelhas sem ferrão e ampliar a importância da região na área. Sérgio Auffinger, secretário da nova AME, já prepara a realização do 5º Encontro de Meliponicultores, em março, também em Pontal do Paraná.

Além de realizar encontros mensais, serão promovidas feiras para que os produtores comercializem seus produtos à base de mel e derivados. A entidade nasce com 35 produtores associados nas sete cidades do litoral paranaense, com forte liderança de Pontal do Paraná a partir de quatro cursos de capacitação e visitas técnicas a propriedades realizados em novembro/21, maio, outubro e dezembro de 2023, todos ofertados pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Agência do Trabalhador e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). 

Outros cursos foram realizados em parceria com a Prefeitura, ofertados pelo Instituto Ecoe, em outubro de 2023, além de uma palestra em novembro de 2023 envolvendo a Amamel (Associação dos Meliponicultores de Mandirituba – cidade da Região Metropolitana de Curitiba, que se destaca no setor) e mais a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) ligada à Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento. 

Referência em produtos de abelhas sem ferrão

Com a criação da AME, Pontal e o Litoral se tornam referência na produção de mel, própolis e produtos derivados a partir das abelhas sem ferrão. Técnicos da Adapar estiveram na cidade e participaram do encontro do dia 17 que criou a AME. Eles destacaram a importância do cadastro de meliponicultores e das ações para atualização dos produtores, que devem procurar a Adapar mais próxima, preencher o formulário de solicitação do Cadastro de Exploração Pecuária, anexar documentos, indicar as espécies que criam e o número de colmeias. 

Cursos de meliponicultura

Albor Neto, gerente da Agência do Trabalhador de Pontal do Paraná, confirmou que cinco cursos na área serão realizados gratuitamente na cidade ainda em 2024, em parceria com o Instituto Ecoe. “Serão dois de meliponicultura em março e novembro. Também teremos um curso de derivados de mel que vai mostrar a produção de itens como sabonetes, geleias, pomada anti-inflamatória e hidromel, um vinho de mel, além de mudas de plantas melíferas, artesanato, caixas e abelhas para criação e outros. E em outubro teremos mais dois cursos, um de meliponicultura e um de apicultura sobre abelhas tradicionais, com ferrão”, explicou Albor.

Meliponicultura é a criação de abelhas sem ferrão, também conhecidas como abelhas indígenas, abelhas nativas ou meliponíneos. A AME congrega produtores das sete cidades do litoral paranaense: Antonina, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná, a partir desta última cidade, que ofertou os cursos de capacitação e sediou quatro encontros até agora. A atividade ganha cada vez mais destaque entre os pequenos agricultores familiares. Além disso, no litoral, 85% da área é de preservação, fator que favorece a atividade.

Própolis azul

Um dos produtos que mais chama a atenção na cadeia produtiva e que pode ser adquirido durante as feiras é o extrato de própolis azul, com propriedades diferenciadas que ocorrem a partir de características específicas da região de mata atlântica no litoral paranaense. Trata-se de uma substância com propriedades cicatrizantes, para feridas leves, arranhões e queimaduras, de alto poder antimicrobiano e anti-inflamatório. Também ajuda na vascularização da pele e possui poder analgésico. 

Informações: AME (41) 999-432-635 e institutoecoe.org.br

Leia também