Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Carnaval com praias limpas no Litoral do Paraná

O último boletim de balneabilidade do Litoral do Paraná aponta que apenas uma área de banho na baía de Antonina está imprópria ao banho.

Trata-se da Ponta da Pita, que desde o início da temporada, em dezembro, foi reprovada nas análises feitas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). Pela primeira vez, todos os pontos de banho em rios foram aprovados. As praias marítimas seguem 100% aprovadas.

Nesta temporada, o IAP analisou a qualidade da água nos 47 pontos do Litoral do Estado que mais recebem pessoas nesta época do ano e apresentam maior preocupação quanto à contaminação da água. O monitoramento avalia a concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli) na água, que possibilita a verificação da contaminação por esgoto sanitário clandestino, de acordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Tomar banho em água contaminada pode causar doenças de pele, gastrenterite e infecções nos olhos, ouvidos e garganta. Doenças mais graves também podem ser transmitidas pela água, como hepatite A, cólera e febre tifoide.

Além dos pontos monitorados e divulgados nos boletins de balneabilidade, o IAP também monitora e sinaliza durante todo o ano outros locais do Litoral que historicamente são considerados impróprios para banho e os identifica desta forma. A sinalização desses locais continua ao longo do ano, independentemente da temporada de verão.

Os locais permanentemente impróprios ao banho são: rios Saí-guaçu, do Tenente, Brejatuba e das Pedras, Canal do Camping, Canal Clevelândia e Galeria Marechal Deodoro em Guaratuba; Canal da Praia Mansa, Canal Caiobá e Rio Matinhos, em Matinhos; Rio Olho d’água, em Pontal do Paraná; e Rio Pontinha, na Ilha do Mel.

Leia também