Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Começa júri de acusados de matar bicheiro de Paranaguá

Começou nesta terça-feira (31), no Tribunal do Juri de Paranaguá, o julgamento de Antônio Carlos Bonzato, Joel Moreira Bonzato, Márcio Bauraquedes Teixeira e Hélio de Oliveira, acusados pela morte do bicheiro Paulo Yoshiharu Sakamoto, ocorrida em 1999 na mesma cidade.

No primeiro dia, o tribunal ouviu os depoimentos de 16 testemunhas de acusação do crime.

O bicheiro Paulo Yoshiharu Sakamoto foi executado a tiros no dia 19 de setembro de 1999. As investigações da Polícia Civil apontaram que os mandantes do crime foram os irmãos Antônio Carlos Bonzato e Joel Moreira Bonzato, também conhecido como “rei do bicho em Paranaguá”. Os dois teriam pago R$ 2,5 mil para que Hélio, o atirador, e Márcio, comparsa, fizessem o serviço. Márcio e Hélio confessaram participação no assassinato.

Os réus também são indiciados por outros homicídios em Paranaguá, todos relacionados ao jogo do bicho na cidade.

Pontal 40 milhões

Confissão

Hélinho e Márcio confirmaram os assassinatos à polícia e existe, inclusive, uma fita cassete gravada com o depoimento de ambos, em que relatam com detalhes a contratação – por parte dos irmãos Bonzato – o planejamento e a execução dos crimes. A fita foi gravada no gabinete do delegado de Paranaguá e está anexada ao processo. A morte de Paulo Bicheiro teria ocorrido porque ele estava atrapalhando os negócios de seu concorrente.

Em março de 2002, Márcio Baurakiedes Teixeira confessou que se encontrou com Antônio Carlos Bonzato, no Sindicato dos Estivadores, em Paranaguá, e na ocasião, Antônio Carlos pediu que Márcio contratasse Hélio de Oliveira, o Helinho, para matar Paulo Yoshiaru Sakamoto, mais conhecido como Paulo Japonês.

Márcio contou ainda que Antônio Carlos agiu a mando de seu irmão, Joel.

Fontes: RIC Mais e Parana Online
Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More