Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1170 250 busao

Conheça cada um dos seis pinguins reabilitados em 2023

Todos os anos eles visitam o litoral do Paraná, mas neste ano, demoraram um pouco mais para chegar. Foi apenas em junho que os pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) surgiram na costa paranaense, junto com o inverno e as frentes frias. 

Estes animais migram anualmente de suas áreas de reprodução na região extremo sul da América do Sul em direção à costa sudeste e sul do Brasil para buscar alimentos. Ao longo deste processo de migração, o gasto de energia para a alimentação e o extenso deslocamento debilitam alguns indivíduos, principalmente os juvenis. 

Neste ano, a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR, via Projeto de Monitoramento de Praia da Bacia de Santos – PMP-BS, registrou a ocorrência de 58 pinguins desta espécie, mas apenas 14 chegaram vivos para atendimento no Centro de Reabilitação, Despetrolizaçao e Análise de Saúde da Fauna marinha da UFPR (CRED). 

Entre estes, seis foram reabilitados pela equipe PMP-BS/UFPR e no dia 25 de julho puderam retornar ao mar. Conforme relato da equipe médica veterinária, este time de pinguins já estava bastante ativo e saudável, pronto para voltar para o oceano.

“Toda a equipe celebra momentos como este, onde o empenho coletivo contribui diretamente para o bem-estar da biodiversidade marinha”, comenta publicação do LEC nas redes sociais. “Agradecemos às instituições parceiras do PMP-BS, do PRAE (Protocolo de Atendimento a Encalhes de Animais Marinhos no Litoral do Paraná) e os comunitários que se engajam nesta ação coletiva pela qualidade de nosso oceano e sua fauna!”

Leia também