Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Criador do “Cultivando Água Boa” participa de conferência da ONU

Nelton Friedrich, idealizador do programa “Cultivando Água Boa” – implantado no entorno da hidrelétrica de Itaipu – participa, entre os dias 22 a 24, da Conferência da ONU sobre a Água, na cidade de Nova Iorque, nos EUA. Ele palestrará no painel “Água e Paz sem Fronteira”, da Unipaz.

Segundo o site oficial da ONU, “o encontro decidirá ação conjunta para alcançar os objetivos e metas internacionais acordados sobre o tema, incluindo os que estão presentes na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 

O principal resultado da Conferência será o lançamento da Agenda de Ação da Água, que representa comprometimentos voluntários de todos os níveis, incluindo governos, instituições e comunidades locais”.

Nelton Miguel Friedrich é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da PUC (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) e participante em vários programas de estudo e ações práticas na área socioambiental. 

Foi deputado estadual e duas vezes deputado federal, sendo membro da Assembleia Nacional Constituinte de 1988 (o 3º com maior número de propostas e membro ativo das frentes Verde e Indígena), secretário de Estado do Governo do Paraná (1983/1986) nas áreas de Água e Saneamento, Meio Ambiente, Controle de Erosão, Energia, Habitação. 

Participou em várias edições do Fórum Mundial da Água e Fóruns Mundiais de Águas Alternativas; Conferências Mundiais da ONU sobre Mudanças Climáticas, Desenvolvimento Sustentável, Água e Saneamento, Energias Renováveis, AGENDA 2030 Transformando o Nosso Mundo/17 ODS. Diretor de Coordenação e Ambiente da Central Hidroeléctrica Itaipu Binacional, promotor da implementação do programa Itaipu Energias Renováveis e principal criador e coordenador durante 14 anos do Programa Cultivando Água Boa – premiado pela ONU. Assessor de várias organizações, especialmente REDA – Rede Ecumênica da Água do Brasil, Cirat (Centro Internacional de Água e Transdisciplinaridade), e Funbea (Fundo Brasileiro para a Educação Ambiental).

Claudio Siqueira, com informações da Unipar e ONU

Leia também