Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos 57 anos 1500 x 250

Homem com registro de CAC é preso por matar cachorro em Paranaguá

A Polícia Militar prendeu, na tarde deste domingo (2), um homem, de 37 anos, que matou um cachorro a tiros, na Vila Garcia, em Paranaguá. 

Uma equipe da Rádio Patrulha atendeu uma denúncia de que um homem havia dado três tiros em um cão da raça pitbull. Testemunhas informaram que ele foi embora em um VW Gol vermelho. Elas ainda informaram que havia duas crianças no carro no momento do crime.

Ele foi encontrado e, ao ser abordado pelos policiais, ele admitiu ter matado o animal e afirmou que tinha o registro da arma como CAC (colecionador, atirador desportivo e caçador). Segundo ele, o cão atacou uma menina que estava andando a cavalo, nas proximidades do rio da Vaca.

Ele apresentou a arma, uma pistola 9mm, como certificado de regisro, e ainda uma espingarda de pressão com luneta. 

O homem foi conduzido com o armamento apreendido para a Polícia Civil.  A tutora do animal foi avisada da situação e acompanhou todos os procedimentos. 

“Justiça por Kenay”

Na rede social, a tutora publicou uma foto junto com o cão e pediu “Justiça por Kenay”, o nome do american bully de 8 meses. Ela relatou o caso, sob seu ponto de vista. “Kenay não atacou ninguém”, afirmou.

Segundo ela, próximo ao meio-dia, “como (em) todo domingo”, o cão estava sendo levado ao rio da Vaca e escapou da filha e do enteado, ambos adolescentes, “pois fica alvoroçado querendo nadar”, disse. “Ele estava correndo sentido rio e os dois atrás dele. Pois um cara com carro da marca VW Gol vermelho com duas crianças no carro, passou, viu o cachorro correndo sentido rio e atirou. Não contente, ele foi atrás do cachorro, que correu para o mato se esconder. Pois disparou, acertando três tiros: pernas, costas e na cabeça.

Segundo seu relato, o homem declarou ser sargento da Polícia Militar. “Mas na hora que chamei a polícia fugiu do local. 

“Quero Justiça. Apenas por ser da raça pittbull teve preconceito, cachorro feliz por estar indo nadar e veio um infeliz e disparou vários tiros até ele morrer. Local que sempre tem crianças brincando, crianças (com as quais) todo domingo ele brinca.”

Com informações da Rádio Ilha do Mel e Facebook

Leia também