Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Litoral tem 1.041 novos casos de dengue, 480 deles em Guaratuba

Ministério da Saúde

O Litoral registrou 1.041 novos casos de dengue no informe semanal publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta terça-feira (2). A região já tem 6.386 confirmações no período epidemiológico iniciado em 30 de julho de 2023.

Guaratuba teve 480 confirmações na semana, o maior número da região pela terceira semana consecutiva, e chega a 1.677 casos. O município está em estado de emergência de saúde por causa da dengue.

Outro município em estado de emergência, Antonina, registrou 46 novos casos nesta semana, totalizando 2.141 registros de dengue no período epidemiológico. 

Paranaguá apresentou 301 novas confirmações e chega a 1.557 casos. Matinhos teve 160 novos casos e soma 677 confirmações. Morretes teve 36 novos casos e chegou a um total de 269.

Pontal do Paraná teve 18 novos casos e soma apenas 62 confirmações e Guaraqueçaba não teve nenhum registro durante a semana, permanecendo somente com 3 confirmações de dengue nos últimos meses.

Paraná teve aumento de 1.035% em um ano

O Paraná teve mais 44.985 notificações e 23.396 casos confirmados de dengue na semana. O Estado já soma 159.357 casos confirmados

O boletim não registrou novas mortes pela doença. A Coordenadoria de Vigilância Ambiental da Sesa segue monitorando e auxiliando os municípios na investigação e encerramento de óbitos suspeitos por dengue. 

As equipes municipais de saúde são responsáveis pela investigação das mortes suspeitas pela doença, e, após concluírem os casos, devem atualizar e encerrar as informações no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde.

O documento da Sesa também apresenta um comparativo dos registros realizados na semana epidemiológica 31 a 13 desde 2019 (os boletins começam na semana 31 de cada ano). 

No período 2019/2020, por exemplo, nesta mesma semana o Paraná apresentava 204.807 notificações, 87.900 casos confirmados e 69 óbitos. Comparado com os dados atuais, o aumento foi de 72% em notificações, 81% em casos confirmados e 11,59% em óbitos. 

Em relação a 2022/2023, com 14.032 casos confirmados e 12 óbitos, os aumentos são de 1.035% e 541%.

7 estados têm tendência de queda e 7 de aumentos

Sete estados brasileiros apresentam tendência de queda na incidência de dengue: Acre, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Piauí e Roraima, além do Distrito Federal. Outros 12 tê estabilidade: Amapá, Ceará, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul e Tocantins.

Com tendência de aumento são sete: Alagoas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. 

Apoio a estados e municípios

O Ministério da Saúde segue fazendo um acompanhamento direto da situação da dengue junto à vigilância dos estados. A pasta já liberou R$ 94,7 milhões, por meio de portarias, como apoio para enfrentamento a emergências para os seguintes estados além do Distrito Federal: Acre, Amapá, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande. Também foram contemplados mais 382 municípios. Os recursos são parte do R$ 1,5 bilhão reservado para este fim.

A pasta também destinou mais de R$ 300 milhões para o incremento financeiro federal do Componente Básico da Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde (SUS). A recomposição do orçamento se dará por meio de aumento retroativo e contempla medicamentos que tratam sintomas da dengue.

Leia também