Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Oposição destaca atuação no escândalo envolvendo presidente da Assembleia

“Estamos seguros, como Oposição, toda a bancada do PT/PDT, que fizemos o correto na hora certa”, disse Requião Filho

Deputado Requião Filho na sessão desta terça (19) | foto: Orlando Kissner / Alep

Os deputados Requião Filho (PT) e Professor Lemos (PT) destacaram hoje (19) a atuação firme da Oposição e do Bloco PT-PDT nas cobranças ao presidente da Assembleia Legislativa (Alep), Ademar Traiano, pelo escândalo de corrupção que envolve o recebimento de propina para renovação de contrato entre a TV Icaraí e a TV Assembleia.

Eles comentaram as declarações do deputado Renato Freitas (PT) de que teria sido o “único a assinar o pedido de cassação” de Ademar Traiano (PSD) por tr feito um acordo com o Ministério Público com onde confessou ter pedido e recebido propina.

“É um absurdo que o presidente Traiano continue à frente da Casa, mas nós buscamos que as coisas sejam feitas da maneira correta, não no afogadilho, não na pressa. Ninguém denuncia e combate mais a corrupção do que os deputados de Oposição. Só que nós fazemos as coisas juntos: pensamos juntos e encaminhamos as decisões juntos. Acredito que meu colega Renato Freitas está sob muita pressão e não tem uma memória correta dos fatos. Estamos seguros, como oposição, toda a bancada do PT/PDT, que fizemos o correto na hora certa”, disse Requião Filho.

Da mesma forma, o deputado Professor Lemos destacou que a bancada assinou o requerimento de pedido de CPI para investigar Traiano e apenas não subscreveu a Representação por Quebra de Decoro do presidente da Alep porque o autor do pedido, deputado Renato Freitas, protocolou o documento em uma sexta-feira no final da tarde, às 17h28 do dia 8 de dezembro, sem que houvesse tempo hábil para a bancada subscrever a representação.

“O deputado Renato fez o requerimento da CPI e assinou no dia 5 de fevereiro, segunda feira, às 18h03. Na sequência, às 20h11, a deputada Ana Júlia assinou. No outro dia, assinaram os deputados Requião Filho, e Professor Lemos. Os oito deputados da Oposição assinaram a CPI. A bancada não assinou o a representação porque o deputado Renato apresentou numa sexta-feira e protocolou no mesmo dia, quando todos sabem que os deputados estão no interior, e por isso quando chegamos segunda-feira já estava protocolado. Por isso não assinamos, não foi porque não quiséssemos assinar. O deputado Renato não está sozinho, nós não aceitamos a cassação do seu mandato, nós, eu e o deputado Requião Filho fomos na Comissão de Ética defendê-lo, a deputada Ana Julia fez um voto em separado solicitando que fosse retirado qualquer punição. Nós não deixamos o deputado Renato sozinho”, reforçou Lemos.

Leia também