Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1170 250 busao

Para Gleisi, governo estadual falha com prefeituras e população do Litoral

“O Porto de Paranaguá deveria ajudar no desenvolvimento dos sete municípios do Litoral como a Itaipu Binacional faz na região Oeste”, afirmou a candidata a governadora pelo PT, Gleisi Hoffmann, nesta terça-feira (29), em Matinhos.

10577056_307556096088317_8859124397839320643_nOs projetos econômicos e sociais que o porto pode desenvolver foram algumas das propostas do plano de governo apresentados na reunião realizada à noite no Clube Mika com a presença do candidato ao Senado Ricardo Gomyde (PCdoB) e de diversos Àandidatos a deputado estadual e federal. À tarde, Gleisi havia acompanhado o desfile cívico dos 366 anos de Paranaguá, ao lado do deputado federal Angelo Vanhoni (PT).

Segundo a senadora e ex-ministra chefe da Casa Civil, desde a escolha de seu candidato a vice-governador, o médico Haroldo Ferreira (PDT), a prioridade em seu plano de governo é a Saúde. Uma das mentoras do programa Mais Médicos, Gleisi pretende implantar no Estado o programa “Mais Médicos Especialistas” e fazer com que o Estado ajude mais os municípios no atendimento à população. “No Paraná, a saúde está a cargo do governo federal e das prefeituras. O governo estadual não cumpre sua parte, nem mesmo no mínimo de 12% do orçamento que deveria gastar”, afirmou. “O Paraná é a 5ª economia do Brasil e está em 23º lugar em investimento na saúde”, disse.

 

“Paraná perdeu por falta de projetos e de vontade”

_DSC0067A candidata ainda citou diversos projetos que pretende desenvolver e insistiu que o Governo do Paraná tem de deixar de ficar reclamando para justificar sua falta de projetos. “Quando estive na Casa Civil, pude ver e participar da elaboração de diversos projetos que poderiam vir para o Paraná, mas que o estado perdeu por falta de projetos e de vontade. Não existe está história de que a presidenta Dilma não apoiou o Paraná porque tinha um governo de outro partido. O Estado de São Paulo, governado pelo PSDB, foi o que mais recebeu recursos”, disse.

“Quando o presidente Lula assumiu, ele não ficou reclamando do FMI, dizendo que não podia governar porque os Estados Unidos não deixavam”, comentou. Membro da equipe de transição de Lula em 2002, Gleisi lembrou das dificuldades do país naquela época e relacionou alguns avanços de Lula e Dilma como o pagamento das dívidas dom o FMI, a geração de 20 milhões de empregos, o incentivo à economia, o combate à pobreza e os programas que estão mudando o panorama das cidades e a vida da população em todo o Brasil como os “Mais Médicos”, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em suas diversas modalidades, o “Minha Casa, Minha Vida”, entre outros.

“O Paraná tem melhores condições de voltar a se desenvolver que o Brasil tinha em 2002. Basta ter competência e vontade”, declarou.

 

“Porto tem de cumprir responsabilidade social”

_DSC0046Para a senadora, é inegável a importância do porto para a economia paranaense, mas para as sete cidades do Litoral, incluindo Paranaguá e Antonina, a atual empresa pública não cumpre sequer sua responsabilidade social. De acordo com ela, além dos projetos de desenvolvimento econômico, o porto poderá fazer projetos voltados aos pescadores e as comunidades costeiras e pode adotar a bacia litorânea como fez a Itaipu. “Não custa caro e nós já fizemos”, disse Gleisi, que já foi diretora financeira da binacional.

Entre os projetos desenvolvidos com sua participação, a Itaipu começou equipando e abrindo o excelente hospital da empresa para a população. Também ajudou a integrar a saúde na fronteira com o Paraguai, construiu uma Delegacia da Criança e do Adolescente e uma Casa Abrigo em virtude para combater a prostituição infantil naquela região. Um dos projetos de maior impacto econômico e ambiental foi o “Cultivando Água Boa”, que ajudou a preservar rios e mananciais ao mesmo tempo em que trouxe melhoras para os produtores rurais.

Gleisi também criticou a administração estadual do porto. “Estamos tentando fazer a reformulação do porto mas o Governo do Paraná não ajuda. Estamos preparando um plano de investimentos, mas eles sequer tem projetos para melhorar os acessos dentro de Paranaguá”, criticou.

 

“Governo federal chega aos municípios”

gleisi-matinhos29072014A candidata a governadora também apresentou um resumo de seu programa em outras áreas. Citou, por exemplo, que Copel e Sanepar também podem e devem investir em projetos para o Litoral. Lembrou também diversos programas do governo federal que chegam aos municípios, inclusive no Litoral, e que deveriam ter participação do governo estadual, como a construção das Unidades de Ponto Atendimento (UPA), a reforma dos postos de saúde, as creches, as máquinas e equipamentos para melhorar estradas e ruas e também os recursos para Educação, que serão ampliados nos próximos anos até atingir 10% do Produto Interno Bruto.

UFPR e Medicina – Em conversa com o Correio do Litoral.com no final do evento, Gleisi reafirmou sua intenção de fazer parceria com o governo federal para estender a UFPR Litoral, instalada em Matinhos, para os demais municípios. Antes, havia informado que um dos objetivos do “Mais Médicos” que é a formação de profissionais nas regiões mais necessitadas, será aplicado no Litoral com um curso de Medicina feito em parceria com o Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba.

Engorda e ponte – Lembrou que um dos primeiros recursos que conseguiu como senadora foi para a engorda da praia em Matinhos, mas os recursos foram devolvidos pelo governo estadual que não cumpriu sua parte no convênio que era realizar os estudos e projetos.

Em relação à ponte sobre a baía de Guaratuba, Gleisi denunciou a falta de interesse do governo do Estado, que sequer fez o estudo de viabilidade. “Este estudo é o primeiro passo e nós vamos fazer”, disse.

 

Gomyde lembrou extinto Viva o Verão

_DSC0055Gomyde lembrou seu trabalho como presidente da Paraná Esporte no extinto “Viva o Verão”, que mantinha diversas atividades de lazer nas praias e vinha se estendendo para os bairros.

Também criticou o custo que o pedágio mantido pelo governo estadual tem no bolso da população, no turismo e em toda a economia – um de seus adversários na disputa à vaga única de senador é o deputado federal Marcelo Almeida (PMDB), dono da maior empresa concessionária das rodovias do Paraná. Sobre o outro adversário, Álvaro Dias (PSDB), disse que ele deixou de ser o senador do Paraná para ser o “senador da oposição no ataque à presidenta Dilma e aos programas sociais do governo”.

 

Apoios valorizados

Além dos candidatos a deputado da coligação, participaram da mesa e fizeram pronunciamentos o presidente do PT de Matinhos, vereador Marcos Antonio Podbevsek, o vice-prefeito de Guaratuba, Vandir Esmaniotto, e o secretário de Saúde de Antonina, José Luiz Velloso. Também compareceram o secretário da Pesca e Agricultura de Guaratuba, Paulo Pinna, o vereador de Matinhos Dr Edival, os presidentes da colônias de pescadores de Guaratuba, Álvaro Cunha, e Matinhos, Mario Hanek, dirigentes e militantes do PT e de partidos coligados da região.

Os pronunciamentos de Vandir e Velloso foram destacados pela assessoria de comunicação de Gleisi. Leia parte do texto divulgado nesta quarta-feira:

Gleisi recebeu o apoio do vice-prefeito de Guaratuba, Vandir Esmaniotto. Ele convocou a comunidade do litoral para fazer a diferença nas urnas pela vitória de Gleisi. “Temos a oportunidade de mostrar que o litoral faz a diferença. Nós em Guaratuba temos um grande espaço para trabalhar e iremos lutar muito para que a vitória da Gleisi como nossa governadora”.

O secretário de Saúde de Antonina, José Luiz Velloso, destacou a competência e experiência de Gleisi na gestão pública. “O governo do Estado vive apenas de operação verão, e nós do litoral não vivemos apenas de operação verão. Se queremos ver um litoral melhor, temos que pensar e votar diferente. Precisamos de uma mulher que, na Casa Civil, demonstrou muita inteligência e competência para executar os programas fundamentais para o País”.

Sugestões – A campanha Gleisi Governadora está divulgando que as pessoas podem dar sugestões e comentar o programa de governo da candidata por e-mail – [email protected] – ou por mensagem inbox, nas páginas do PT Paraná e da senadora Gleisi no Facebook.

gleisi-vandir

Leia também