Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Prefeitura de Antonina também terá que readequar site

site-antoninaA 1ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público de Antonina expediu recomendações administrativas para a prefeitura adequar as informações disponibilizadas na Internet.

De acordo com o Ministério Público, o Portal da Transparência deverá se adequar às exigências legais. “Da forma como está, é dificultado o acesso a informações que o Município tem a obrigação de disponibilizar”, diz o MP..

Já a segunda recomendação trata da necessidade do site da prefeitura deixar de ser usado para promoção pessoal de qualquer agente político ou servidor. Isso tanto no que ser refere à publicidade de seus atos, como de programas, obras, serviços e campanhas.

Portal da Transparência – Quanto à primeira recomendação, a Promotoria de Justiça ressalta que já houve um procedimento administrativo anterior, estabelecendo a necessidade de criação do Portal. Porém, a prefeitura não cumpriu os itens mínimos e básicos solicitados.

Pontal 40 milhões

Na recomendação, a Promotoria de Justiça lista as informações básicas que o Portal da Transparência de Antonina deverá apresentar. São itens de ordem Geral (como organograma administrativo, leis e normas, formas de contato, formulário para pedido de informações e data da última atualização da página); Pessoal (nome de cada servidor, cargo, remuneração, relação dos pagamentos de diárias e passagens aéreas, gastos com cartões corporativos, entre outros); Administrativa (convênios, íntegra dos procedimentos licitatórios, licitações abertas, em andamento e já finalizadas, justificativa para contratação direta) e Orçamentária (Lei Orçamentária, plano de contas do Município, execução orçamentária em tempo real, operações financeiras de qualquer natureza, extratos de conta única, movimentações dos fundos, dados específicos sobre a aplicação de receitas na área de Educação, etc.)

Site de notícias – A segunda recomendação foi expedida em função da constatação, pela Promotoria, de que o site oficial da Prefeitura Municipal de Antonina está sendo reiteradamente utilizado para promover atos pessoais dos gestores, tendo sido utilizado, inclusive, para a divulgação de carta de um ex-secretário da cidade, explicando os motivos de sua exoneração e apresentando um balanço de suas realizações.

Tal uso, segundo o MP-PR, fere os princípios da moralidade e da impessoalidade, que vedam a personalização da propaganda oficial pública, de modo a vincular cada atividade administrativa a um determinado agente público.

Na recomendação, a Promotoria requer, ainda que a prefeitura dê ampla publicidade à recomendação. Isso para que todos os servidores, assessores parlamentares e assessores de imprensa fiquem cientes das regras estabelecidas.

Punições – Segundo a promotora de Justiça Kelly Vicentini Neves Caldeiras, o descumprimento das recomendações poderá resultar no ajuizamento das ações cabíveis e sinalizará o dolo para fins de responsabilização por improbidade administrativa. A prefeitura deverá indicar, nos próximos dias, quais foram as medidas adotadas no sentido de cumprir às recomendações administrativas.

Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More