Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1070 200 iluminação

Rapaz morre após ter sido socorrido de afogamento

primeira-morte-por-afogamento-verao1415Um rapaz de 17 anos que se afogou nesta segunda-feira (29), por volta das 7h40, no Balneário Praia de Leste, em Pontal do Paraná, e foi socorrido pelos guarda-vidas e encaminhado ao hospital, morreu na madrugada desta terça-feira (30).

O jovem não teve o nome divulgado. “Ele estava sozinho banhando-se fora do horário de funcionamento dos postos de guarda-vidas, que, por regra, inicia as 8h e se encerra as 20h, todos os dias”, conta o porta-voz do Corpo de Bombeiros na Operação Verão, capitão Fernando Tratch.

O oficial contou que após cerca de aproximadamente 30 minutos de buscas, por meio de mergulho, o rapaz foi localizado pelos guarda-vidas e retirado da água em estado grave, com parada cardiorrespiratória. Neste momento, de acordo com ele, foram realizados os procedimentos de desobstrução de vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar (RCP) pelos guarda-vidas, até a chegada de apoio. Ele foi transportado pela tripulação do helicóptero Falcão IV, do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas da Polícia Militar (BPMOA) às 9h50 para o Hospital Regional do Litoral (HRL), em Paranaguá, “com sinais vitais espontâneos.”

Para o resgate, os bombeiros utilizaram um bote inflável de salvamento, três viaturas de Busca e Salvamento e uma ambulância, além do apoio da aeronave do BPMOA e de 10 guarda-vidas.

Fonte: Marcia Santos / PMPR
Foto: 8ºGB
Primeiro homicídio é registrado em Paranaguá

O primeiro homicídio da Operação Verão 2014/2015 foi registrado na manhã desta terça-feira (30). O crime aconteceu por voltas das 08:40 horas, no acesso principal para o Conjunto Porto Seguro, em Paranaguá. A vítima, Giovane Rodrigues de Oliveira, 20 anos, foi alvejado com quatro disparos de arma de fogo.

Segundo o que foi apurado pela Polícia Militar, que deu atendimento a ocorrência, os autores do crime (dois homens) chegaram em uma moto e chamaram pela vítima, que ao atender foi alvejado pelos tiros. Giovane Rodrigues de Oliveira caiu morto no quintal de sua residência. Vizinhos que escutaram os tiros saíram para ver o que estava acontecendo, e os assassinos então dispararam um tiro em uma das residências próximas, intimidando as testemunhas. (Fonte: Jornalismo da Ilha do Mel FM 90,3)

Leia também