Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos abril 24 Curtiu a Diferença 1170 250 busao

Simepar prevê outono típico, com variações bruscas de temperaturas

Foto:  https://br.depositphotos.com/

O outono tem início às 18h25 desta segunda-feira, 20 de março, e termina às 11h58 de 21 de junho de 2023. Segundo a previsão do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), o primeiro dia da estação será ensolarado na maioria das regiões. O tempo fica parcialmente nublado em Paranavaí, Jaguariaíva, Telêmaco Borba e Jacarezinho. Chuvas localizadas de curta duração podem ocorrer à tarde em Maringá, Londrina e Apucarana. A menor temperatura prevista é 15 ºC em Guarapuava. A maior – 22ºC – deve ocorrer em Foz do Iguaçu, Guaíra e Paranaguá.

O cenário climático global indica dissipação do fenômeno La Niña e ausência de El Niño. Porém, as águas do Oceano Atlântico Sudeste permanecem ligeiramente mais quentes do que o normal. As manhãs e noites tornam-se gradativamente mais frias. A temperatura média do ar tende a ficar dentro da normal climatológica da estação. Estão previstas variações bruscas: “Alguns dias serão muito frios, intercalados com períodos aprazíveis e geada nas áreas mais altas das regiões Sul, Sudoeste, Centro Sul, Campos Gerais e Metropolitana de Curitiba”, afirma o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib. O regime de chuvas acompanhará a normal climatológica em todas as regiões, com distribuição irregular. “Estão previstos períodos de vários dias consecutivos de tempo seco – os chamados veranicos – e nevoeiros”, observa.

Climatologia – O outono paranaense caracteriza-se pela redução no volume de chuvas em relação ao verão, causada pelo deslocamento de massas de ar frio e seco. Maio é o mês mais chuvoso. A direção predominante do vento médio do sul para o norte do continente favorece a entrada de sistemas de alta pressão atmosférica. Aumenta o intervalo entre as chuvas, associado à passagem de frentes frias. Os maiores volumes ocorrem habitualmente nas regiões Sudoeste e Oeste. Os menores são registrados no Norte.

Ao longo da estação, as massas de ar frio e seco provenientes da Antártica e/ou do sul da América do Sul avançam em direção ao Paraná, causando queda das temperaturas. Os valores médios mais baixos costumam ocorrer na Região Metropolitana de Curitiba, no Centro e no Sul.

Agrometeorologia – “A semeadura das culturas do outono sofreu o impacto do excesso de chuvas no verão, que retardou a colheita da soja e do milho primeira safra”, explica a agrometeorologista do IDR-Paraná, Ângela Beatriz Costa.

O cenário climático é preocupante para a cultura do milho segunda safra, principalmente nas lavouras implantadas fora do período de semeadura, indicado pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC). Por exigir água e temperaturas elevadas, quanto mais tarde for semeado, mais suscetível o milho ficará a geadas ou estiagens durante os estádios fenológicos de floração e início da frutificação, quando os grãos ainda estão leitosos. O nível do dano à produtividade dependerá da intensidade dos eventos.

Já a cultura do trigo pode ser impactada pela redução das chuvas, principalmente nas fases de germinação, emergência das plantas e enchimento de grãos, bem como pela geada na fase de florescimento. Para evitar que seja prejudicada, recomenda-se ao agricultor seguir o ZARC.

Embora tenha ciclo mais curto, a cultura do feijão segunda safra também pode ser afetada negativamente pela seca e pelo frio, pois é sensível à geada e à restrição hídrica. Suscetíveis a baixas temperaturas, as hortaliças devem ser protegidas em caso de previsão de geadas. O mesmo vale para o cafeeiro, principalmente as mudas em viveiros e plantas com até dois anos no campo.

Alerta geada – Na primeira semana de maio, entra em operação o serviço Alerta Geada, desenvolvido pelo IDR-Paraná e Simepar. São divulgadas as previsões de geadas e recomendações para proteção dos viveiros e lavouras cafeeiras recém-plantadas. Os informes abrangem todas as regiões do Paraná por categorias de intensidade de geada: fraca, moderada ou forte. As mensagens são disseminadas por celular e e-mail para usuários cadastrados, com antecedência de 72, 48 e 24 horas.

Em www.simepar.br estão disponíveis informações atualizadas sobre as condições do tempo no quadro Palavra do Meteorologista. Pode ser consultada a previsão para até quinze dias por município e região do Paraná. Também podem ser visualizadas imagens de satélite, radar, raios, modelo numérico e telemetria (temperaturas e chuvas). Previsões são divulgadas diariamente no podcast Simepar Informa.

Por Valéria Prochmann, Simepar

Leia também