Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Inverno com menos frio e mais chuvas que a média

Tempo nublado, mas sem vento foi um convite para ir à orla. Praia do Prosdócimo, em Guaratuba, às 12h40 desta sexta, 21/6/2019 – Foto: Gustavo Aquino / Correio do Litoral

Deu praia para os mais corajosos e passeio na orla mesmo com tempo nublado nas praias do Paraná, na passagem do outono para o inverno. A nova estação começa às 12h54 desta sexta-feira, 21 de junho, e termina às 4h50 de 23 de setembro. As duas fotos que ilustram esta matéria foram feitas às 12h40.

Segundo a previsão do Simepar, a estação entra sem chuvas e ensolarada na maioria das regiões. O tempo deve ficar encoberto em Guarapuava e Rio Negro e parcialmente nublado na capital, Litoral, nas regiões Central, Centro-Sul, Sul e Norte Pioneiro.

O sábado prossegue sem chuvas, com leve aumento das temperaturas. No domingo o sol deve predominar em todo o Estado, com temperaturas entre 8 e 27 ºC.

No período – Segundo o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, o inverno deve ser ameno, pois a temperatura média do ar deverá ficar acima do comportamento climatológico normal. Embora se caracterize como a estação mais seca, é provável que neste ano seja ligeiramente mais chuvoso, sobretudo em julho. Estão previstos períodos prolongados sem chuva quando predominarem massas de ar frio e seco. Ondas de calor devem ser mais frequentes em agosto e setembro.

Praia do Prosdócimo, em Guaratuba, às 12h40 desta sexta, 21/6/2019 – Foto: Gustavo Aquino / Correio do Litoral

O fenômeno El Niño continua influenciando o clima na Região Sul, reduzindo as chances de geadas. No entanto, deslocamentos eventuais de intensas massas de ar frio podem causar geadas e queda acentuada nas temperaturas, principalmente nas regiões Sul, Centro-Sul, Centro e Campos Gerais.

“Os produtores de café devem ficar atentos às previsões de geadas para adotarem medidas de proteção dos viveiros e das mudas de até seis meses”, diz a agrometeorologista Ângela Costa, do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar). O mesmo deve ser feito com as hortaliças. “Já o trigo e o milho devem desenvolver-se normalmente, atingindo boa produtividade”, afirma a pesquisadora.

A base de dados históricos sobre o inverno paranaense apresenta baixos volumes de chuvas. Julho costuma ser menos chuvoso. Os registros de baixas temperaturas mais expressivos são de Palmas, no Sul do Estado.

Confira a tabela de valores das médias históricas de chuva (faixa de variação), temperatura mínima e temperatura máxima para cada região do Paraná nos meses de julho, agosto e setembro.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...