Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Polícia Federal cumpre 2 mandados de busca e apreensão em Guaratuba

Uma ação da Polícia Federal realizada em oito estados contra o tráfico internacional de armas cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Guaratuba, nesta quarta-feira (29).

A Operação Mercado das Armas mobilizou aproximadamente 130 policiais federais, que cumpriram um mandado de prisão preventiva em Minas Gerais e 25 mandados de busca apreensão no Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Ceará e Sergipe. As medidas foram autorizadas pelos 13ª Vara Federal de Curitiba.

A Polícia Federal conta que o grupo do Paraná, Minas Gerais e São Paulo fazia a importação, transporte e remessa das armas de fogo para os diversos estados. Durante a investigação foram presas duas pessoas em flagrante e apreendidas 40 armas e acessórios. Armas e acessórios estavam escondidos dentro de rádios, climatizadores e panelas elétricas, que seriam remetidos pelos Correios e por transportadoras. Esses objetos eram importados do Paraguai pelos investigados, que contavam com o auxílio de atravessadores para trazê-los ao Brasil, segundo a PF.

Um dos acessórios importados do Paraguai e vendido na internet pelo grupo é o denominado Kit Roni, que, em um de seus modelos para uso exclusivo com pistolas de airsoft, era transformado para uso com armas de fogo e munições reais, “tornando o equipamento em uma espécie de submetralhadora, podendo-se utilizar carregadores estendidos e seletores de rajadas”, informou a PF. A

Mandados de busca e apreensão:
• Paraná: 2 em Guaratuba, 2 em São José dos Pinhais, 1 Foz do Iguaçu e 1 Santa Terezinha de Itaipu
• Rio Grande do Sul:1 em Caxias do Sul
• São Paulo: 2 em Araraquara, 1 em Campinas, 1 em Cabreúva e 2 em Várzea Paulista
• Rio de Janeiro: 3 na cidade do Rio de Janeiro
• Espírito Santo: 2 em Cariacica
• Minas Gerais: 4 em Belo Horizonte
• Ceará: 2 em Fortaleza
• Sergipe: 1 em Aracaju

Mandado de prisão preventiva:
• Minas Gerais: 1 em Brumadinho

A Polícia Federal não divulgou a identidade dos envolvidos.

Leia também
Comentários
Carregando...