Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Marinha traz reforço e aumenta fiscalização no Litoral do Paraná

marinha-baia-guaratuba-jan2015
Foto ilustrativa – CCPR

A Marinha apreendeu 32 embarcações no primeiro mês da
Operação Verão 2014/2015 no Litoral do Paraná. Em um dos casos, o condutor apresentava sinais de embriaguez e teve sua embarcação e sua carteira apreendidas.

Cinco carteiras de habilitação falsas foram retiradas de circulação. Os responsáveis ainda deverão responder criminalmente pela falsificação. No mesmo período do ano passado, foram apreendidas 13 carteiras falsas.

Até o momento foram emitidas 314 notificações. Não possuir ou não portar documentos da embarcação ou do condutor estão entre as principais causas das notificações.

O balanço feito pela Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) registra número maior de embarcações inspecionadas em relação ao mesmo período do ano passado. As abordagens realizadas pelos militares da Capitania dos Portos incluem embarcações de esporte e recreio, de transporte de passageiros, condutores de motoaquáticas, entre outros.

Entre 14 de dezembro e 14 de janeiro, 2.375 embarcações foram inspecionadas. Um aumento de 30% em comparação ao mesmo período da temporada passada, quando foram feitas 1.836 inspeções. As atividades de inspeção naval da CPPR abrangem as baías de Paranaguá, Antonina e Guaratuba, ilhas e demais acessos marítimos do Litoral do Estado.

Para ampliar a abrangência das inspeções navais, a CPPR conta, neste ano, com militares destacados de outras unidades da Marinha. “Contamos com um total de 76 militares envolvidos diretamente na Operação da CPPR, distribuídos em viaturas, lanchas e motoaquáticas. Além disso, contamos com helicóptero para sobrevoar áreas mais distantes e com equipes destacadas na baía de Guaratuba – onde também há um elevado número de embarcações –, o que amplia a abrangência da operação”, declarou o capitão dos Portos do Paraná, capitão-de-mar-e-guerra Renato Pericin Rodrigues da Silva.

Fiscalização – Durante a Operação, os militares fiscalizam, por exemplo, documentos dos condutores e da embarcação, a lotação das embarcações, disponibilidade de coletes salva-vidas e condições materiais das embarcações. Outra preocupação é o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores e o respeito às áreas destinadas aos banhistas e àquelas de uso exclusivo de motoaquáticas e embarcações.

O cidadão que identificar ou tomar conhecimento de qualquer tipo de irregularidade ou infração à segurança do tráfego aquaviário deve comunicar o fato à CPPR, que averiguará e adotará as medidas cabíveis. Denúncias podem ser feitas pelos telefones: (41) 3422 3033 ou (41) 3721 1500.

Com informações da tenente Kelly Cristhine Frizzo / CCPR
Foto: CCPR
Leia também
Comentários
Carregando...