Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos 57 anos 1500 x 250

Ekôa Park lança programa de educação ambiental para estudantes e a população de Morretes

Fotos: Divulgação

Às vésperas do Dia Nacional da Educação Ambiental (3 de junho) e do Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), o Ekôa Park, o parque de experiências ecológicas localizado em Morretes vai lançar um programa de educação ambiental em escolas públicas do município. Serão atendidas professores e cerca de 150 alunos das escolas municipais Benedita da Silva Vieira, Desauda Bosco da Costa Pinto, Dr. Luiz Fernando de Freitas e Miguel Schleder, além da Associação dos Coletores de Materiais Recicláveis de Morretes (Acomarem) e da população em geral. 

O parque vai lançar publicamente neste domingo (2) uma plataforma de aprendizado, soluções sustentáveis e estratégias para um novo programa de educação ambiental, que foram pensadas para beneficiar diretamente os alunos e a população em geral de Morretes, onde o parque existe e opera desde 2018.

Na data, a partir das 10h, estarão presentes no Ekôa Park para o lançamento do programa, o prefeito de Morretes, Junior Brindarolli, além de representantes da Secretaria Municipal de Educação, diretores das escolas participantes, professores e familiares, alunos, membros da Acomarem e integrantes do Ekôa Park e da Grande Reserva Mata Atlântica, o território onde o parque fica localizado. 

Educação sustentável – Jornada Ampliada

O programa “Educação sustentável – Jornada Ampliada”, que será lançado dia 2, busca estimular a presença de crianças e adolescentes em período integral nas escolas (nos dois turnos), garantindo que, no contra turno das disciplinas obrigatórias, o estudante possa aprender mais sobre sustentabilidade, educação para a conservação da natureza, reciclagem e outros temas envolvendo a proteção e a valorização do patrimônio natural e da Mata Atlântica, o bioma no qual Morretes e as cidades vizinhas estão inseridas. 

Tatiana Perim, CEO e diretora-executiva do Ekôa, lembra que a Jornada Ampliada é algo que, idealmente, todos os municípios brasileiros deveriam poder atender, mas a realidade do país faz com que isso, muitas vezes, não aconteça. “Morretes enfrenta muitos desafios para fornecer esse diferencial aos estudantes, em virtude da falta de estrutura. Por este motivo, o Ekôa entrou para colaborar, em quatro escolas, com a construção da disciplina de educação sustentável, que faz parte da proposta da Jornada Ampliada e atende o Plano Municipal de Educação, que é pautado nos ODS (os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis, da ONU), e traz em seu cronograma propostas de educação ambiental a serem implantadas nas instituições de ensino”, explica. 

Inicialmente, o projeto vai envolver quatro escolas da Rede Municipal de Morretes e 150 alunos, mas com possibilidade de crescimento para 200. Todas as ações são alinhadas à Base Nacional Comum Curricular, o documento normativo para as redes de ensino e suas instituições públicas e privadas, que é referência obrigatória para a elaboração dos currículos escolares e as propostas pedagógicas para a educação infantil, ensino fundamental e ensino médio no Brasil.

Tatiana diz que todas as oficinas que já são trabalhadas atualmente no Ekôa com os visitantes do local serão oferecidas às escolas envolvidas. “Algumas das instituições de ensino, outras no próprio Ekôa, em meio à Floresta Atlântica”, diz. No total, serão 10 oficinas realizadas dentro das escolas e 15 no Ekôa Park. 

O início da execução do projeto nas escolas participantes vai ocorrer no dia 8 de agosto de 2024, logo após as férias escolares. “Importante destacar que todas as atividades pensadas e propostas foram antes apresentadas e debatidas com as escolas, os coordenadores pedagógicos e os professores envolvidos. Foi uma construção a muitas mãos”, destaca Tatiana. 

Até o início das atividades, em agosto, o Ekôa trabalha na elaboração dos materiais didáticos que vai oferecer às escolas e na capacitação dos professores, outra atividade prevista durante toda a execução do projeto. 

Tatiana Perim

Lançamento de nova dinâmica 

Neste domingo no dia do lançamento do programa, também será lançada uma nova dinâmica do Ekôa pensada para crianças, mas também adultos, participar e aprender: a Gincana dos 5Rs (repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar). 

“É um jogo divertido para crianças e adultos entenderem que suas escolhas fazem a diferença. O Ekôa vai inaugurar seu espaço dos 5Rs, como um centro de excelência em sustentabilidade para trabalhar um conteúdo didático de educação ambiental e sensibilização de cidadãos sobre a problemática dos resíduos. Vamos apresentar modelos de compostagens e outras temáticas ligadas à conservação por meio de atividades interativas, jogos, dinâmicas e workshops. Faremos a partir de agora um trabalho dentro das escolas e nas comunidades rurais. As atividades também envolvem os participantes em visitas imersivas dentro da floresta para entender como a natureza faz a gestão dos seus próprios resíduos e informações valiosas sobre reciclagem e compostagem. A ideia é que os participantes aprendam como separar e destinar corretamente seus resíduos e construam suas próprias composteiras, por exemplo”, explica Tatiana. 

Mostra cultural e reconhecimentos 

Ao fim do projeto “Educação sustentável – Jornada Ampliada”, previsto para dezembro de 2024, haverá uma mostra, exposta na prefeitura de Morretes, com a temática “Proteja o solo, reduza resíduos e celebre Morretes”, em que os trabalhos desenvolvidos pelos alunos ao longo do semestre serão apresentados à comunidade em geral, para valorizar os trabalhos desenvolvidos pelos participantes e envolver a sociedade civil na importância dos esforços. 

Soluções para problemas municipais 

Outro aspecto importante que reforça a necessidade do projeto envolve uma problemática crescente na região de Morretes, relacionada à geração, separação, descarte e destinação dos resíduos produzidos no município que, além dos impactos ao meio ambiente – como a poluição da água e do solo, por exemplo – causa também risco à saúde pública e gera um déficit de quase três milhões de reais, ao ano, para a cidade, com custos envolvendo a prestação de serviços relacionados à gestão de resíduos. 

“Neste contexto, o programa surge com a proposta de oferecer uma plataforma de aprendizado, soluções sustentáveis e estratégias de educação ambiental capazes de promover a importância das boas práticas ambientais em prol da conservação da biodiversidade e do patrimônio natural”, reforça Tatiana Perim. 

Oficinas e degustação de mel nativo

Um dia antes do lançamento oficial do programa para a sociedade, haverá, no sábado (dia 1º), outro encontro com os participantes do projeto, especialmente, alunos e professores, para que participem de oficinas de técnicas de plantio, trilhas, pintura com pigmentos naturais e atividades artísticas que incorporam o valor da natureza nas criações. 

|Neste sábao, também, haverá uma oficina de meliponicultura promovida pela Beeland, empreendimento especializado na criação, manejo e importância da polinização por abelhas nativas da Floresta Atlântica. Nesse encontro ele vai falar sobre a importância da polinização das melíponas para a biodiversidade e sobre o valor da agrofloresta, o sistema que reúne o reconhecimento dessa prática agrícola sustentável em consórcio com o cultivo de plantas nativas que integram a floresta. Ao fim da oficina, haverá um momento para a degustação do mel das abelhas nativas. 

Sobre o Ekôa Park

O Ekôa Park é um paraíso ecológico localizado dentro da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica, a Grande Reserva Mata Atlântica, que encanta e inspira por meio de experiências únicas e transformadoras, provocando a reconexão entre o ser humano e a natureza e o encantamento com a biodiversidade da Floresta Atlântica. Faz isso por meio das artes, experiências ecológicas, aventuras e do aprendizado a partir da promoção de diversas atividades de lazer e entretenimento.

Sobre a Grande Reserva Mata Atlântica

A Grande Reserva Mata Atlântica é uma iniciativa voluntária que reúne diversos atores – públicos, privados, não governamentais e da academia – que, juntos, promovem ações de desenvolvimento regional com foco no turismo de natureza dentro do maior remanescente de Mata Atlântica do mundo, com cerca de 3 milhões de hectares de ambientes naturais conservados, localizado entre os estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Esta área é considerada um importante patrimônio natural, cultural e histórico, e a iniciativa visa promover este rico território como um destino de turismo de natureza, reconhecido nacional e internacionalmente.

Ekôa Park

Endereço: Estrada da Graciosa, Km 18,5 – São João da Graciosa/Morretes.

E-mail: [email protected] 

Horário de funcionamento: sextas, sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h. 

Ingressos: R$ 90,00 (inteira) / R$ 45,00 (meia). Crianças até 3 anos não pagam. 

www.ekoapark.com.br 

Fonte: Claudia Guadagnin, da Assessoria de Imprensa do Ekôa Park. 

Leia também