Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Matinhos 57 anos 1500 x 250

Obra melhora em 200% o fluxo de caminhões por hora na TCP

Projeto de modernização melhora a eficiência operacional do Terminal, trazendo mais agilidade, automação e segurança para clientes e caminhoneiros

Nova estrutura do Gate 1 conta com uma pista nova, atualização do projeto arquitetônico, totens automatizados e inovadores sistemas de segurança | foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (30), a empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) realizou a cerimônia de conclusão das obras de modernização do Gate 1 do terminal. Principal ponto de acesso de caminhões ao pátio de operações, a nova estrutura melhora o fluxo de acesso dos veículos em 200%, subindo de 50 para 150 a capacidade de agendamentos de entrada por hora.

“A reforma de nossos portões de acesso ao terminal é resultado de um trabalho conjunto entre os setores de engenharia, TI e operações, trazendo diversas soluções que, integradas, melhoram a eficiência operacional do terminal, trazendo maior agilidade, segurança e automação para nossos clientes, principalmente para os caminhoneiros”, ressalta o gerente de planejamento de operações da TCP, Felipe de França.

Algumas das melhorias implementadas e que vão trazer maior produtividade ao Gate estão a ampliação do número de pistas no Gate 1, de sete para oito, sendo quatro de entrada, duas de saída e duas bidirecionais; a construção do Gate 3, com uma pista bidirecional, localizado ao lado da ferrovia que acessa o terminal; a instalação de diversos sistemas de monitoramento e câmeras, capazes de fazer uma fotografia total do contêiner e do caminhão, trazendo maior segurança e agilidade no processo de entrada e saída dos veículos; e a substituição das antigas cabines de atendimento por totens totalmente automatizados, que, junto ao aplicativo TCP GO, excluem a necessidade do uso de papel nos processos de agendamento de entrada e na emissão do recibo de saída de cargas, tornando a operação mais sustentável e paperless

Outro fator que trouxe mais segurança operacional para a nova estrutura foi a conexão direta entre o Gate 1 e a subestação de energia interna da TCP, a SE-01, inaugurada em setembro de 2023, que possui um gerador capaz de suprir a demanda em casos de queda de energia.

 França também aponta que “mesmo durante as obras no Gate 1, conseguimos quebrar diversas vezes nosso recorde de movimentações de contêineres, o que mostra nosso comprometimento em coordenar a execução da reforma mitigando ao máximo quaisquer adversidades na operação da TCP e nas estruturas ao entorno”.

 Em março de 2024, mês anterior ao término das obras, a TCP registrou sua segunda maior movimentação mensal de contêineres no Gate, foram 49.048 transações. No mesmo mês, o Terminal bateu seu recorde de movimentação, que chegou a 133.083 TEUs (medida de 20 pés de contêiner).

 “Esses recordes de produtividade são reflexo direto dos investimentos do Terminal em infraestrutura e na aquisição de novos equipamentos. Com a chegada de 11 novos RTGs (guindastes pórticos com pneus de borracha) e 17 Terminal Tractors  (TT) no último ano, nosso parque de máquinas chegou a 40 RTGs e 69 TTs, números significativos para atender e até mesmo ampliar o fluxo de cargas no Terminal de Contêineres de Paranaguá”, conclui França.

Leia também