Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Saúde faz exames na Praia Central de Guaratuba e Caiobá

Operação verãoA Secretaria de Estado da saúde está realizando, em
Guaratuba e Matinhos, testes rápidos para o diagnóstico de HIV, sífilis e hepatites B e C, além de aferição de pressão e controle de glicemia.

Duas barracas foram montadas nos calçadões da Praia Central de Guaratuba e na praia de Caiobá, em Matinhos. O funcionamento é de quinta a domingo, das 9h às 17h.

A população ainda terá à disposição o serviço de ouvidoria, que receberá sugestões, pedidos de informações, denúncias e reclamações sobre o SUS no Litoral.

Em dezembro, a Secretaria Estadual da Saúde desenvolveu uma ação para ofertar testes rápidos em Matinhos durante três dias. Neste período, foram realizados 103 testes, com a detecção de cinco casos positivos de sífilis, um de hepatite B, um de hepatite C e outro de HIV.

Pontal 40 milhões

“São dados alarmantes que mostram que essas doenças estão circulando no Paraná. A intenção dos testes rápidos é justamente buscar o diagnóstico precoce, permitindo que a pessoa também seja tratada o mais cedo possível”, afirma o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

Ouvidoria – A estrutura dos hospitais de campanha conta ainda com a urna da ouvidoria itinerante do SUS. O objetivo é estabelecer um canal de comunicação entre o usuário e o gestor da rede pública de saúde. Todas as manifestações realizadas são apuradas e respondidas em tempo hábil ao cidadão, conforme sua classificação. Além do atendimento presencial nas tendas, o serviço também está disponível pelo telefone 0800 644 4414.

Exposição – A novidade deste ano fica por conta da exposição de animais peçonhentos do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI) da Secretaria da Saúde. O acervo apresentado inclui cobras/serpentes, aranhas e escorpiões comuns no Litoral e em outras regiões do Estado.

Água-viva – Nesta época do ano, um dos animais peçonhentos que mais preocupam são as águas-vivas. Desde o início da Operação Verão, 1.258 casos de acidentes com águas-vivas já foram registrados pelo Corpo de Bombeiros. A maioria ocorreu em balneários de Matinhos (568) e Pontal do Paraná (563).

A orientação é que os banhistas se informem sobre a situação do mar antes de entrar na água e evitem locais sem a presença de guarda-vidas. Em caso de acidente, o banhista deve sair do mar e procurar um posto do Corpo de Bombeiros imediatamente. A forma mais eficaz de aliviar a dor é aplicar água do mar e solução de vinagre no local, o que neutraliza a ação do veneno do animal.

Leia também

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More